Thiago Cortez nega que tenha citado artigo para justificar processo

18 de janeiro de 2013

O advogado Thiago Cortez afirmou no twitter que não usou o artigo 112 do Código de Ética dos médicos para justificar um possível processo contra o presidente do Conselho Regional de Medicina, Jeancarlo Cavalcante.
Jeancarlo registrou em vídeo e tornou público o momento de uma cirurgia em que ele, por falta de fio de aço, fez uso de nilon para suturar um cirurgiado. O homem havia sido esfaqueado e foi atendido na emergência do Hospital Clovis Sarinho/Walfredo Gurgel.
"A norma isolada jamais pode justificar todo um processo, seja ele administrativo ou judicial", disse.
"Você o fato sem me entrevistar", completou.
Disse-lhe então que ele havia deixado bastante claro que discordava de mim quando coloquei, citando-o no twitter, que Jeancarlo nem mentira, nem se promoveu nem, muito menos, foi sensacionalista ao divulgar uma informação de interesse público.
"Acusar é diferente de discordar", disse então Thiago. "Você que é progressista costuma acusar. Eu não. Sou conservador", afirmou por fim.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions