Jogo sujo na política evangélica: As mentiras de Damares Alves

13 de maio de 2013


Semanas atrás, a partir de alguns irmãos, recebi, em tons de alerta um vídeo do Youtube gravado em Campo Grande, durante um evento político, com uma senhora identificada como pastora, advogada, mestre em direito e educação, Damares Alves.
Fiz diversos alertas, a partir daí, quanto às iniciativas de construção de uma agenda conservadora - ou um modelo de país conservador para o Brasil.
Mais que isso me espantou a capacidade que muitos de meus irmãos têm de serem crédulos ao não discutirem uma ação política que se repete, eleição após eleição, desde 1989.  Os crentes são capazes de acreditar em tudo que se lhes fale, supostamente, em nome de Deus, ao que parece.
***
Vi há pouco, no Facebook, um texto assinado por Magali Nascimento Cunha, fiel da Igreja Metodista e doutora em Ciências da Comunicação, sendo pesquisadora e professora na UMESP.  Aqui, o Curriculum Lattes dela.  Apesar de se apresentar possuindo dois mestrados, Damares não tem currículo na Plataforma Lattes, o que é muito suspeito.
O texto da professora Magali responde a todas as mentiras e distorções apresentadas por Damares Alves.  É longo, mas o reproduzo a seguir (por meio de uma introdução publicada pela UMESP e um link onde o texto na íntegra pode ser acessado):

Assessora da Frente Parlamentar Evangélica ataca governo federal em palestra e fornece argumentos para reações das igrejas a políticas públicas

Por Magali do Nascimento Cunha

Um vídeo postado no Youtube e amplamente disseminado nas redes sociais e em sites e blogs evangélicos mostra uma palestra de Damares Alves, realizada na Primeira Igreja Batista de Campo Grande (MS), na noite de 13 de abril, com o tema "O Cristão diante de Novos Desafios" (http://www.youtube.com/watch?v=2khxakdlX_Q). Damares Alves é apresentada como pastora da Igreja do Evangelho Quadrangular, com intensa atuação política: é assessora do Senador Magno Malta, assessora jurídica da Frente Parlamentar Evangélica e da Frente Parlamentar da Família e Apoio a Vida e diretora de assuntos Parlamentares recém-criada Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE). Ela também atua como secretária nacional do Movimento Brasil Sem Aborto.

Damares Alves constrói o seu discurso com base em extratos de materiais veiculados em período recente - cartilhas, produzidas fundamentalmente pelos Ministérios da Saúde e da Educação; livros produzidos para crianças e adolescentes; e outros produtos impressos - para criticar o que classifica como a disseminação de uma apologia ao sexo e às drogas entre crianças e adolescentes, em especial nas escolas, coordenada pelo governo federal. É enfatizada uma crítica ao governo brasileiro nos últimos dez anos como responsável por tal situação que ameaça a família brasileira. A pastora cobra uma ação mais enérgica das igrejas evangélicas contra estas autoridades que estão lá, segundo o seu discurso, "porque nós deixamos".

O clima em torno da palestra se dá também no contexto dos acontecimentos em torno da indicação do Deputado Federal do PSC Pastor Marcos Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, e toda a controvérsia de sua plataforma relacionada às questões que envolvem a sexualidade humana. Vale registrar que o culto em que Damares Alves participou foi realizado na Primeira Igreja Batista de Campo Grande (MS) onde, um dia antes (12 de abril) foi realizado um evento político: o Encontro Estadual de Lideranças Evangélicas. Segundo a revista Carta Capital, entre os 350 pastores presentes no evento havia 25 parlamentares, como a vereadora Rose Modesto (PSDB), liderança da bancada evangélica local e autora da lei que obriga o poder público a apoiar eventos evangélicos, Herculano Borges (PSC), que aprovou projeto para proibir a instalação de máquinas de preservativos nas escolas, e Alceu Bueno (PSL), opositor do reconhecimento de uma associação de travestis como de utilidade pública. O encontro foi aberto pelo presidente do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (Fenasp) que ali estava para formalizar a criação da Frente Parlamentar Evangélica da cidade, por isso a presença dos pastores da cidade na reunião com o objetivo de: “Alinhar os evangélicos para disseminar valores cristãos por meio de leis políticas públicas” (ver http://midiareligiaopolitica.blogspot.com.br/2013/05/bancadas-de-deus-materia-de-capa-da.html).

São esses valores que Damares Alves declarou defender por meio do conteúdo apresentado. Ao se assistir integralmente a palestra de 1h13m, porém, percebe-se que a seleção de materiais da qual a advogada faz uso, são extratos adaptados artificial e forçosamente a sua pauta de abordagens. Os extratos são apresentados como se fossem a íntegra das cartilhas e livros e a explicação oferecida traz, além de elementos críticos genéricos e imprecisos, inverdades e manipulação explícita de dados para dar veracidade às abordagens. Damares Alves tenta apagar tais generalismos, imprecisões e manipulações com justificativas como "tenho muita coisa para mostrar, tenho que passar rápido"; certamente, ao se apresentar num culto evangélico, dificilmente haveria contraposição, tal o caráter de verdade atribuído à sua palavra.

Uma pesquisa para a produção deste texto em cada exemplo/argumento apresentado de Damares Alves demonstra claramente o que está dito acima. A pesquisa se configurou na busca de informação sobre os materiais citados em cada slide apresentado na palestra, com acesso direto à fonte e/ou em referências sobre ela, e comparação das informações coletadas com os argumentos apresentados na palestra. A reprodução das falas segue com fidelidade a forma da referida palestrante. O resultado é exposto em texto que pode ser acessado em:
https://www.dropbox.com/s/gsfbxouegug4wq6/sobre_palestra_damares_alves_magali_cunha.pdf

O texto pode ser lido a seguir:


Retirado daqui.

Um vídeo postado no Youtube e amplamente disseminado nas redes sociais e em sites e blogs evangélicos mostra uma palestra de Damares Alves, realizada na Primeira Igreja Batista de Campo Grande (MS), na noite de 13 de abril, com o tema "O Cristão diante de Novos Desafios".
Damares Alves é apresentada como pastora da Igreja do Evangelho Quadrangular, com intensa atuação política: é assessora do senador Magno Malta, assessora jurídica da Frente Parlamentar Evangélica e da Frente Parlamentar da Família e Apoio a Vida e diretora de assuntos Parlamentares recém-criada Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE). Ela também atua como secretária nacional do Movimento Brasil Sem Aborto.
Damares Alves constrói o seu discurso com base em extratos de materiais veiculados em período recente - cartilhas, produzidas fundamentalmente pelos Ministérios da Saúde e da Educação; livros produzidos para crianças e adolescentes; e outros produtos impressos - para criticar o que classifica como a disseminação de uma apologia ao sexo e às drogas entre crianças e adolescentes, em especial nas escolas, coordenada pelo governo federal. É enfatizada uma crítica ao governo brasileiro nos últimos dez anos como responsável por tal situação que ameaça a família brasileira. A pastora cobra uma ação mais enérgica das igrejas evangélicas contra estas autoridades que estão lá, segundo o seu discurso, "porque nós deixamos".

O clima em torno da palestra se dá também no contexto dos acontecimentos em torno daindicação do Deputado Federal do PSC Pastor Marcos Feliciano para a presidência da Comissãode Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, e toda a controvérsia de sua plataforma relacionada às questões que envolvem a sexualidade humana. Vale registrar que o culto em que Damares Alves participou foi realizado na Primeira Igreja Batista de Campo Grande (MS) onde, um dia antes (12 de abril) foi realizado um evento político: o Encontro Estadual de Lideranças Evangélicas. Segundo a revista Carta Capital, entre os 350 pastores presentes no evento havia 25 parlamentares, como a vereadora Rose Modesto (PSDB), liderança da bancada evangélica local e autora da lei que obriga o poder público a apoiar eventos evangélicos, Herculano Borges (PSC), que aprovou projeto para proibir a instalação de máquinas de preservativos nas escolas, e Alceu Bueno (PSL), opositor do reconhecimento de uma associação de travestis como de utilidade pública. O encontro foi aberto pelo presidente do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (Fenasp) que ali estava para formalizar a criação da Frente Parlamentar Evangélica da cidade, por isso a presença dos pastores da cidade na reunião com o objetivo de: “Alinhar os evangélicos para disseminar valores cristãos por meio de leis políticas públicas” (ver http://midiareligiaopolitica.blogspot.com.br/2013/05/bancadas-de-deus-materia-de-capa- da.html).
São esses valores que Damares Alves declarou defender por meio do conteúdo apresentado. Ao se assistir integralmente a palestra de 1h13m, porém, percebe-se que a seleção de materiais da qual a advogada faz uso, são extratos adaptados pauta de abordagens. Os extratos são apresentados como se fossem a íntegra das cartilhas e livros e a explicação oferecida traz, além de elementos críticos genéricos e imprecisos, inverdades e manipulação explícita de dados para dar veracidade às abordagens. Damares Alves tenta apagar tais generalismos, imprecisões e manipulações com justificativas como "tenho muita coisa para mostrar, tenho que passar rápido"; certamente, ao se apresentar num culto evangélico, dificilmente haveria contraposição, tal o caráter de verdade atribuído à sua palavra.

Uma pesquisa para a produção deste texto em cada exemplo/argumento apresentado de Damares Alves demonstra claramente o que está dito acima. A pesquisa se configurou na busca de informação sobre os materiais citados em cada slide apresentado na palestra, com acesso direto à fonte e/ou em referências sobre ela, e comparação das informações coletadas com os argumentos apresentados na palestra. A reprodução das falas segue com fidelidade a forma da referida palestrante. O resultado é exposto a seguir:


Slide 1 - Denúncia sobre ação da Prefeitura de São Paulo, na gestão de Marta Suplicy, em projeto de orientação sexual na educação infantil



A advogada traz como primeiro ponto da palestra um extrato de matéria do Jornal O Estado de São Paulo, de 8 de julho de 2004, e o explica da seguinte forma: "Esta mulher (Marta Suplicy) quando era prefeita da cidade de São Paulo, irmãos, gastou dois milhões de reais com o grupo GTBOS para ensinar sobre ereção e masturbação em bebês nas escolas. (...) Por que há um grupo que começou na Holanda, na Europa e já está influenciando no Brasil, que chegou à conclusão que nós precisamos começar a aprender a masturbar os nossos bebês a partir dos sete meses de idade. (...) E esta prefeita fez isto. Lá na Holanda estão até distribuindo uma cartilha para ensinar aos pais como massagear sexualmente suas crianças. Isto está acontecendo no Brasil".

A matéria citada, de tom contrário à política da prefeitura de São Paulo, noticia, na verdade, o processo de contratação da referida ONG, sem concorrência, para desenvolver projeto a fim ensinar os educadores municipais a lidar com temas como ereção e masturbação infantil, entre crianças de zero a 5 anos" (http://www.estadao.com.br/).

Damares Alves fala para pessoas presentes no culto evangélico que a Prefeitura de São Paulo ensinou professores em creches a masturbarem bebês e coloca como referência matéria de jornal que, de fato, traz outra informação: a produção de materiais "para ensinar educadores municipais a lidar com temas como ereção e masturbação infantil", elemento estudado por Sigmund Freud já nos anos 20 do século passado. O tema repercutiu no jornal O Estado de São Paulo e o editorial de 14 de julho de 2004 critica a iniciativa, no entanto, em perspectiva muito diferente do que foi ressaltado por Damares Alves na palestra, diz o jornal: "porque são inúmeras as boas publicações a respeito do assunto (algumas até obrigatórias para qualquer educador), que poderiam tirar as dúvidas dos profissionais das creches a custo bem menor".


Slide 2 - Denúncia sobre fala de integrante do Ministério da Saúde que estimula a homossexualidade



Para explicar o extrato, Damares Alves afirma: “Pessoas que estão em lugares chave, escrevendo as políticas públicas dessa nação, pessoas que estão decidindo o futuro da nossa nação dizem coisas como essa. São conceitos como esse que está permeando a educação brasileira. E a igreja evangélica está deixando estas coisas acontecer”. A fonte oferecida é genérica, "Lilia Rossi, Ministério da Saúde, Brasil, 2002". A advogada não explica quem é Lilia Rossi - apenas a classifica como "pessoa em lugar chave" - nem indica o contexto no qual tal frase é mencionada: uma publicação? Uma palestra? Uma entrevista?

Em pesquisa no site do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde é possível identificar que Lilia Rossi é técnica do Programa Nacional DST/Aids do Ministério. Uma busca naquele site com o nome "Lilia Rossi (http://www.aids.gov.br/search/node/LIlia%20Rossi) traz lista de várias matérias com relação à atuação da técnica entre assessorias, palestras e homenagens recebidas pelos serviços públicos prestados. Uma busca entre as publicações do Departamento mostra um guia organizado por Lilia Rossi em 2002 - "Guia de Prevenção das DST/Aids e Cidadania para Homossexuais (http://www.aids.gov.br/sites/default/files/guia_prevencao_dst_aids_cidadania_homossexuai s.pdf), no qual não consta a frase citada por Damares Alves.


Uma busca pelo Google com a frase reproduzida no slide leva ao blog de Jael Savelli "Não ao movimento de apologia à pedofilia", com um texto postado em 26 de junho de 2007, intitulado "Luiz Mott: Pedofilia já! Enquanto ainda estou com tudo em cima..." (http://jaelsavelli.blogspot.com.br/2007/06/luiz-mott-pedofilia-j-enquanto-ainda.html). No corpo do texto há uma citação com a mesma frase atribuída a Lilia Rossi e indica a fonte: "Guia de Prevenção das DST/Aids e Cidadania para Homossexuais organizadora: Lilia Rossi Ministério da Saúde Secretaria de Políticas de Saúde. Coordenação Nacional de DST e Aids Setembro 2002". Esta postagem é reproduzida em vários outros blogs de pessoas e grupos evangélicos e católicos. Teria sido desta fonte que Damares Alves trouxe como informação aos participantes do culto na Igreja Batista? No texto de Jael Savelli é indicada a referência do Guia de 2002, que, conforme pesquisa para este texto, não contém a frase atribuída a Lilia Rossi. Damares Alves omitiu a informação errônea da fonte e não mencionou qualquer referência porque, pelo que se desenha, tal afirmação não existe dessa forma. Portanto, coloca em xeque a credibilidade da palestra.


Slide 3 - Denúncia sobre cartilhas para crianças com estímulo ao ato sexual



A cartilha "O Gatão e seus amigos. De homem para homem", mostrada na palestra de Damares Alves é apresentada como material "entregue em escolas públicas no Brasil para crianças a partir de 10 anos". Ela não dá mais informações.

A cartilha foi produzida em 2004 pelo Ministério da Saúde, escrita e ilustrada pelo cartunista Miguel Paiva, com base no personagem criado por ele, "O Gatão de Meia-Idade", e é voltada para homens heterossexuais acima de 30 anos. Matéria do jornal Folha de São Paulo da época informou que o objetivo do Ministério da Saúde "é promover a igualdade de gêneros nas relações afetivas e sexuais, estimular o diálogo entre homem e mulher nas questões relativas à prevenção das DST/Aids, prazer sexual e uso do preservativo, além de tornar o homem responsável pela sua saúde – principalmente a sexual e reprodutiva" (http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2511200313.htm).




Damares Alves não explica como uma cartilha produzida para homens acima de 30 anos foi entregue em escolas públicas - quais escolas? Entregues por quem? Com que objetivo? A afirmação é genérica: os presentes na Igreja Batista são informados de que esta cartilha foi "entregue em escolas públicas no Brasil para crianças a partir de 10 anos” e a ilustração é a da capa e páginas internas da cartilha "De homem para homem". Novamente, temos mais um exemplo de manipulação de informação.

Slide 4 - Denúncia de cartilha produzida pelo SUS a fim de ensinar como usar drogas



Damares Alves explica a imagem: “Cartilha que o SUS fez para usar em postos de saúde e escolas, para ensinar sobre drogas e doenças sexualmente transmíssivel. É uma cartilha grande que o professor colocava em cima da mesa – a metodologia era sentar as crianças no chão, a partir de 10 anos, mostrar a gravura e ler o que está atrás. Na hora de falar sobre drogas a tia dizia o seguinte: 'ao usar o crack passe protetor labial nos seus lábios para os lábios não ressecar'. O ministro da saúde mandava falar e o ministro da educação mandava falar. Se você usar cocaína não use canudo de papel porque tem muita bactéria, use canudo de plástico”.

Uma busca ampla nos sites dos Ministérios da Saúde e da Educação não identificou qualquer cartilha com tal conteúdo. Foram verificadas várias outras, todas de caráter educativo e preventivo quanto à dependência química:


http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/politica_de_ad.pdf

http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=33696&janela=1

http://dab.saude.gov.br/portaldab/pse.php

http://www.brasil.gov.br/enfrentandoocrack/publicacoes/material-informativo/serie-por- dentro-do-assunto/drogas-cartilha-para-pais-de-adolescentes 

http://educadores.senad.gov.br/index_arquivos/Livro_texto_Cursode_Prevencao_completo.pdf


Damares Alves mostra apenas uma ilustração da cartilha que menciona, mas, de novo, não oferece as referências. A cartilha que ela mostra não tem título ou data de publicação;também não mostra a capa, apenas uma página.

O discurso incisivo da advogada que continua a partir da imagem acaba preenchendo este silêncio e possíveis identificações de manipulação. Quando os que são taxados de homofóbicos que estão sendo chamados de radicais e fundamentalistas e que estão sendo perseguidos foram perguntar para o Ministro da Saúde, 'mas Ministro, você fazem uma cartilha como ensinar... [frase incompleta]' sabe qual foi a resposta dos especialistas? Dos que estão mandando na nação, porque nós deixamos e a igreja evangélica se acomodou, eles disseram o seguinte: 'mas as crianças já estão usando; temos que ensinar a usar de uma forma melhor para que não contraiam outro tipo de doença'. Estamos solicitando que os funcionários que fizeram seja processados como associação ao crime organizado porque droga é crime".


Uma postagem recente no "Blog da Saúde" diz: "Cartilha não foi produzida pelo Ministério da Saúde". (http://www.blog.saude.gov.br/esclarecems-cartilha-nao-foi-produzida-pelo- ministerio-da-saude/):


Slide 4 - Denúncia contra cartilha distribuída pela Prefeitura de Porto Velho que estimularia prática de ato sexual pelas meninas



Em relação às imagens acima, Damares Alves explica: "Uma cartilha da Prefeitura de Porto Velho, nós fomos lá junto com a Igreja Católica também para retirar esta cartilha de circulação, e olha o nome da cartilha: 'Menina esperta vive melhor'. Nós estamos ensinando na igreja que as nossas meninas são princesas, mas a escola está dizendo que este aqui é o ideal de ser menina. Este é o ideal de ser menina no Brasil com o dinheiro público, vinha com espelho para a menina olhar a vagina”. Com este discurso a palestrante leva os ouvintes a relacionarem "esperteza" com "perversão".

A cartilha produzida pela Prefeitura de Porto Velho, em 2009 (sob a liderança do Prefeito Roberto Eduardo Sobrinho, PT), tem versão também para meninos ("Menino Esperto Vive Melhor") [ http://portalamazonia.globo.com/new-structure/view/scripts/noticias/noticia.php?id=88416 ]. É fato que a distribuição gerou polêmica na cidade com reação de pais e religiosos (Damares Alves menciona essas reações) e o Ministério Público, Seção Rondônia, decidiu pela suspensão da distribuição em 2010. Portanto, há três anos:


http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/informacao-e-comunicacao/eventos/direitos-sexuais-e- reprodutivos/audiencia-publica-avaliacao-programas-federais-respeito-diversidade-sexual-nas- escolas/atuacao-do-mpf/portaria-de-instauracao-de-icp-no-52-2009 

http://www.prro.mpf.gov.br/conteudo.php?acao=diversosLerPublicacao&id=239

Pareceres solicitados pelo Ministério Público a especialistas em educação, com questões sobre a adequação e validade de tais cartilhas estão à disposição no site do Ministério Público e são pareceres favoráveis, indicando que são materiais adequados à idade-alvo e com linguagem e abordagem adequadas.

http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/informacao-e-comunicacao/eventos/direitos-sexuais-e-reprodutivos/audiencia-publica-avaliacao-programas-federais-respeito-diversidade-sexual-nas-escolas/pareceres/parecer-prof-paula-regina-costa-ribeiro

http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/informacao-e-comunicacao/eventos/direitos-sexuais-e-reprodutivos/audiencia-publica-avaliacao-programas-federais-respeito-diversidade-sexual-nas-escolas/pareceres/parecer-prof-fernando-seffner


Slide 5 - Denúncia sobre o "Caderno das coisas importantes" que conteria estímulo à prática de ato sexual por crianças de 10 anos


Sobre a imagem acima Damares Alves explica que é uma cartilha produzida para crianças de 5a e afirma: A primeira coisa que a tia tem que dizer quando entrega pra criança é que é confidencial, não pode mostrar pro pai e pra mãe. Pode haver segredo entre eu e uma filha de 10 anos?” E conclui: "Olha quem fez esta cartilha!" - mostrando os créditos dos Ministérios da Saúde e Educação.

A pesquisa para este texto revela que "O Caderno das Coisas importantes" não é destinado a crianças de 10 anos, mas a adolescentes, entre 13 e 19 anos. Criada pelo Programa Saúde e Prevenção nas Escolas - Atitude para Curtir a Vida, com o apoio da Unicef/Unesco, em 2006, a cartilha aborda temas variados próprios da relação adolescência-corpo desde efeitos colaterais do aumento de peso (espinha e preguiça) até o afloramento da sexualidade e os cuidados com ele, passando pelo risco de doenças como a Aids.

O discurso de Damares Alves induz os ouvintes a uma compreensão equivocada da estratégia de comunicação com os adolescentes em torno do "confidencial", já que o material é apresentado como um caderno em que se pode fazer nele anotações referentes às questões próprias, íntimas, como um diário, que tem a tradição de ser confidencial. As anotações funcionam como um exercício relacionado às orientações fornecidas no material. O conteúdo pode ser baixado em :
http://www.unicef.org/brazil/pt/O_Caderno_das_Coisas_Importantes.pdf

Os pareceres ao Ministério Público, mencionados acima, também versam positivamente sobre "O Caderno das Coisas Importantes", já que foi incluído na lista de materiais sobre os quais o MP recebeu queixa de grupos religiosos.

Slide 6 - Denúncia contra a "máquina de camisinhas"



Damares Alves explica o slide que mostra a "Máquina de camisinha", dizendo que está disponível em Santa Catarina e outros estados e que "logo logo vai estar disponível em todas as escolas do Brasil”. A advogada alerta: "um menino a partir de 12 anos poderá pegar duas camisinhas por semana porque os especialistas fizeram uma pesquisa não sei onde – acho que foram em Harvard estudar – que a criança brasileira com 12 anos tem duas relações sexuais por semana”.

O projeto lançado em 2010 pelo Ministério da Saúde tem relação com uma pesquisa da Unicef e tem como público-alvo adolescentes de 13 a 19 anos ( http://www.aids.gov.br/noticia/governo-vai-instalar-40-maquinas-de-camisinhas-em-escolas-pb-esta-no-programa ). Santa Catarina, Paraíba e Distrito Federal foram as localidades-piloto. O projeto gerou polêmica nas mídias noticiosas e sofre críticas de diferentes grupos ( http://oglobo.globo.com/educacao/instalacao-de-maquinas-de-camisinhas-nas-escolas-de-ensino-medio-gera-polemica-2956123 ; http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/maquina+de+camisinhas+chega+as+escolas+publicas+em+2011/n1237797640645.html ).


Slide 7 - Denúncia de apologia ao sexo com animais nas escolas

Damares Alves explica o slide acima como imagem pornográfica utilizada em uma prova de português aplicada a crianças da cidade de Curitiba: "A criança tinha que ver a gravura e fazer uma redação (...) Apologia ao sexo com animais. Vocês acham que um professor tem que mostrar isto pra criança e mandar a criança escrever uma redação e que há sexo com animais e que é normal sexo com animais". A afirmação buscou criar indignação no público levando-o a pensar que as crianças deveriam contemplar a imagem, e produzir reflexão específica sobre ela.

O fato ocorreu em novembro de 2010. De fato a imagem foi utilizada na aplicação de uma prova para 16 mil crianças de 1a série mas não de português/redação, com enfatizou Damares Alves, mas sim de geografia e provocou a abertura de um processo administrativo para apurar responsabilidades. Segundo a Secretaria de Educação do município, a intenção da imagem era ilustrar uma questão de geografia, com uma fazenda norte-americana com o fazendeiro alimentando aves (imagem abaixo). A ilustração, assinada por Collins, foi encontrada na internet sob o título de "Fazendeiro Solitário". A Secretaria de Educação de Curitiba informou que as provas foram recolhidas e pediu desculpas pelo erro. O responsável pela inserção da imagem não foi identificado, mas mas a chefe do Departamento de Ensino Fundamental, professora Nara Salamunes, foi exonerada depois do caso.

(http://www.odiario.com/parana/noticia/366698/prova-com-imagem-pornografica-e-aplicada-a-16-mil-criancas.html).



A palestrante enfatiza a partir daí: "Ou a gente abre os olhos com o que está acontecendo com esta pátria ou a gente está entregando os pontos. As coisas estão ficando feias. (...) Este é o único mecanismo que eu tenho – é chocar. (...) Estão detonando com as nossas crianças. Estão detonando com esta nação”.

Esta informação fica desconectada das demais. É um caso muito específico e já esclarecido, com punição. A estratégia de incluí-la entre as outras reforça a dimensão manipuladora do discurso.


Slide 8 - Denúncia sobre livro destinado a crianças que estimula a homossexualidade



Sobre este livro exposto no slide, Damares Alves não dá muitas explicações, apenas menciona:

"Este livro quando eu escaneei, ele estava em inglês mas já está em português. Para crianças de 2 e 3 anos. Um conto de fada, o príncipe e o príncipe.(...) Um príncipe encontra outro príncipe e vive feliz para sempre. Crianças de 2 e 3 anos".

A pesquisa para este texto apurou que este livro foi publicado na Europa e nos Estados Unidos em 2002 e é um conto de fadas que trata da relação homossexual de um príncipe encantado com o objetivo de ensinar as crianças a lidarem com as formas de homoafetividade hoje explicitadas nas sociedades. O público-alvo, segundo a editora, são crianças de 5 a 8 anos e não crianças de 2 e 3 anos, como disse Damares Alves (http://www.randomhousekids.com/books/detail/197862-king-and-king#.UYw4fbWyDKs).

Não existe versão em português, como afirma a palestrante - é apenas encontrado em livrarias que vendem livros importados (http://www.livrariacultura.com.br/Produto/LIVRO/KING- KING/2115243). Um artigo acadêmico sobre o livro pode ser lido em http://www.uninove.br/PDFs/publicacoes/dialogia/dialogia_v5/dialogv5_4l31.pdf

Slide 9 - Denúncia contra livro adotado em escolas brasileiras e que incentiva a homossexualidade



Damares Alves apresenta a capa do livro "Menino ama menino" como uma “leitura obrigatória na 5a e 6a série”. Não acrescenta mais informações.

Pesquisas no Portal MEC (www.portal.mec.gov.br) ou no Portal do Professor, do MEC ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/buscaGeral.html?busca=menino+ama+menino&x=8&y= 8 ) não indicam qualquer referência a este livro ou a leitura obrigatória dele em qualquer das séries do Ensino Fundamental. Artigo acadêmico sobre a coleção da autora Marilene Godinho, que busca lidar com preconceitos os mais diversos pode ser encontrado em http://pos-graduacao.uepb.edu.br/ppgli/download/publicacaoonline/Literaturas/9.pdf


Slide 10 - Denúncia sobre leitura obrigatória do MEC que incentiva homossexualidade



Damares Alves mostra a capa do livro "Menino brinca de boneca?" e diz: "Esta é a orientação do MEC, esta leitura obrigatória". Sem mais explicações, a palestrante emenda a seguinte “Fomos procurados por uma professora que não tem mais a quem procurar, então foi à Câmara, aos deputados evangélicos, os fundamentalistas como estão chamando, porque ela está com um problema na escola com um menino de três anos que está chupando o pipi de um coleguinha. Aí ela foi procurar orientação na direção e na coordenação e sabe o que que a Direção da escola disse? Você não pode fazer nada porque isto é demonstração homoafetiva. Se você fizer alguma coisa você é homofóbica. Eu sou educadora, eu sou mãe, para um menino de três anos chupar um pipi de um coleguinha ou alguém chupou dele ou ele já viu. Isso é abuso mas olhe o que os nossos orientadores educacionais estão fazendo com nossas crianças no Brasil. Estão detonando”.

O livro é publicado pela Editora Moderna desde 1990, com diversas reimpressões, ganhador de prêmios como Monteiro Lobato (1991), da Academia Brasileira de Letras; Altamente Recomendável (1991), da Fundação Nacional do Livro Infantojuvenil; e Qualidade Brasil (1991), Prêmio de Instituição internacional; International Exporter’s Service. Ao se verificar o conteúdo do livro vê-se que não trata de homossexualidade mas de educação para as relações de gênero e para a superação dos estereótipos criados socialmente para o desempenho de papéis masculinos e femininos. É um texto sobre o que é ser homem e o que é ser mulher que estimula a superação de preconceitos entre os dois gêneros.

O livro é sugerido no Portal do Professor do MEC para aulas relacionadas à sexualidade e o cuidado com o corpo. O conteúdo da sugestão pode ser verificado em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=27066

A indicação forçosa de que o livro trata e incentiva a homossexualidade revela o tipo de abordagem ilícita da palestra.



Slide 11 - Crítica a livro que estimula bissexualidade



Ao mostrar a imagem Damares Alves introduz "O próximo livro fala sobre bissexualidade, que é normal. (...) Quem mais está sendo influenciado com estas políticas públicas são as meninas. Abre o olho, mãe! Sabe essa coisa de deixar a menina ir dormir na casa da coleguinha e você se liberar um pouco? Abre o olho, mãe, as meninas estão se tocando e isto é coisa séria porque isso é abuso".

Não é possível pesquisar sobre o livro indicado pela palestrante porque ela mostra duas páginas internas e não cita qualquer referência sobre a obra. A palestrante quer deixar implícita a responsabilidade do governo federal com todo e qualquer material relacionado à orientação sexual. Qualquer análise mais atenta e crítica revela o caráter ideológico da palestra.

Slide 12 - Denúncia contra um livro que ensina crianças como é uma relação sexual



Damares Alves apresenta a imagem acima como "Um livro terrível para crianças de dois e três anos. Para ensinar como é uma relação sexual". Não há explicações adicionais mas fica na sequência da apresentação como mais um livro do MEC. O livro foi publicado como obra paradidática em 2007 pela editora Companhia das Letras e é dirigido a pré-adolescentes de 9 a 14 anos, diferentemente da faixa apresentada pela palestrante (http://clippingdeeducacao.blogspot.com.br/2013_02_06_archive.html). A obra, na verdade, não consta nas listas do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) (http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=668id=12391option=com_contentview=article ) e nem do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD)


Slide 13 - Denúncia sobre livro que ensina a "transar"





Este é mais um livro mostrado por Damares Alves e não identificado, com páginas internas sendo apresentadas sem referência à obra. Ela diz sobre a imagem: "Olha lá, irmãos, os livro ensina como transar. A matéria é como transar. E olha a linguagem, irmãos". Fica na sequência da apresentação como mais um livro didático do MEC, o que não pode ser comprovado.


Slide 14 - Denúncia sobre livro que ensina sobre ato sexual




Damares Alves introduz a imagem acima: "Eles estão falando para as crianças de nossas escola que existe o Kamasutra. (...) Mas se eu quiser falar deste livro milenar (mostra a Bíblia) nas escolas eu não posso, sabe porque? Porque o estado é laico. Escola não é lugar de falar de religião, mas é lugar de falar de Kamasutra. O que estão fazendo com nossas crianças".  Mais um livro sem identificação / referência de título, autoria, data. Apenas a menção de que "eles" estão falando destes assuntos para as crianças.

Slide 15 - Denúncia de apologia à pedofilia em capa de disco infantil




Damares Alves mostra a imagem acima e questiona: "A Xuxa precisa deste tipo de imagem na capa para vender um disco? É apologia à pedofilia". E conclui sem muita discussão: "O que está acontecendo com esta nação, meus irmãos? Vocês pensam que está tudo bem com esta nação?"


Slide 16 - Crítica à Secretaria Nacional de Direitos Humanos




Acerca da imagem acima, Damares Alves chama a atenção: "Olha lá: Secretaria Nacional dos Direitos Humanos. Se tiver dúvida agora procure a SNDH. Entenderam agora o que está acontecendo com o pastor Marcos Feliciano? Por que não querem um pastor na Comissão de Direitos Humanos?"

Não há identificação do conteúdo do material e nem de sua procedência. É fato que ele indica a referência da SNDH para quem precisa de ajuda. Todavia, ajuda sobre o que? A palestrante não explica. A construção do discurso leva, sem base concreta, os ouvintes a crerem que é a secretaria quem está na base de tudo o que foi apresentado anteriormente.

Slide 17 - Crítica a comercial que incentiva a compreensão de que a homossexualidade é elemento genético



Sobre a imagem acima, Damares Alves afirma: "Este comercial passou na Europa e está chegando no Brasil. Na hora que o bebê nasce recebe a pulserinha com o símbolo de homossexual. Vou dizer a vocês: não há uma prova científica de que existe o gene gay. A homossexualidade é aprendida a partir do nascimento".

Uma exaustiva pesquisa no site Terra Notícias não permitiu a localização da matéria referenciada. A palestrante não explica quando o comercial foi veiculado na Europa, por quem foi produzido, em que local e em que contexto.


Slide 18 e vários outros - A questão do aborto




Depois de denunciar a quantidade de casos de aborto praticados no Brasil com os números a seguir, mais uma vez sem referências, Damares Alves afirma: "Eles querem aprovar o aborto no Brasil".

A palestrante prossegue: "Por que os três últimos ministros da saúde disseram que querem aprovar o aborto no Brasil? Porque eles dizem que milhares de mulheres morrem por causa do aborto. Cadê os milhões de túmulos? Quantas mulheres vocês enterraram porque morreram por causa do aborto? Quantas mulheres os pastores aqui enterraram, fizeram o culto fúnebre ou foram dar benção porque morreu por causa do aborto? Mentira! Não existe milhões de mulheres morrendo por causa do aborto. Eles manipulam dados. Eles manipulam estatísticas, manipulam informações. Para impor na sociedade brasileira uma cultura de morte. As feministas dizem por aí que temos que aprovar o aborto porque é uma questão de saúde publica. E mentira. Não existe tanta morte de mulher no Brasil por causa do aborto, não. (...) Olha os argumentos mais absurdos que se usa".

Damares Alves mostra o slide a seguir, de novo, sem indicação de fonte e referências, e afirma: "A nossa ministra foi fazer um curso de como fazer aborto".


A partir daí a palestra segue com uma sequência de denúncias contra o governo federal, todas, mais uma vez, sem referências ou fontes, sobre o aborto, sobre a legalização da prostituição, sobre atos públicos obscenos, mas os exemplos nada têm de relação com os temas de políticas públicas anteriormente destacados - são atos de indivíduos veiculados na internet, ou grupos de teatro, de humor. Neste trecho a palestra se torna confusa. A palestrante também faz críticas sobre a discussão do novo Código Penal no que diz respeito à redução da idade para a prática do sexo. Segundo Damares Alves, o objetivo destas discussões é liberar meninas mais jovens para atuar nas casas de prostituição antes de eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

O último bloco da palestra de Damares Alves toma um rumo bastante distinto e trata da questão do infanticídio entre povos indígenas, tema que, diz ela, tem lhe ocupado nos últimos tempos. Nesse momento a palestrante chora e desenvolve um discurso bastante emotivo, com vistas à sensibilização da audiência para esta causa, que nada se relaciona às discussões anteriores em torno da sexualidade. A questão indígena fica descolada no discurso e a ênfase no infanticídio não é relacionada à realidade mais ampla das populações indígenas como como saúde, terra, dignidade, ação dos grileiros, ação dos grandes fazendeiros que borrifam agrotóxico nas aldeias, ineficiência do Estado.


Conclusões


O discurso tem um nítido tom de violência simbólica com a audiência. Como se sabe, as pessoas das igrejas, em geral, cultivam uma piedade de pureza e de sinceridade emocional, nem sempre analisando criticamente os discursos religiosos, especialmente de autoridades.

Damares Alves faz uso dessa mentalidade comum na palestra aqui analisada. É utilizada uma técnica de alarde em termos de números (a idade das crianças informada é sempre bem abaixo da faixa etária-alvo dos materiais produzidos), de imagens (extratos descolados dos contextos), referências a países distantes, em geral fora das possibilidades de informação dos ouvintes, alteração emocional da palestrante (a postura é nervosa, o ritmo e o volume da voz são desequilibrados). A não indicação de referências e a falta de contextualização - informações facilmente localizáveis, como a pesquisa para este texto mostrou - é intencional na criação do terror e da não racionalização das questões.  NE: Técnica comum nas pregações de base neopentecostal! Como se mente e manipula nos púlpitos desta nação!

É uma nítida manipulação de textos e informações para se adequarem, ilicitamente, ao seu discurso, somada ao fornecimento de dados inexistentes ou inverídicos e às histórias sem referências, que podem perfeitamente ser ficção, com o intuito, pelo visto alcançado, de criar incômodo entre a audiência religiosa, na clássica estratégia de reforçar imaginários quanto aos inimigos.

Portanto, o sucesso do vídeo da palestra entre grupos cristãos e dos inúmeros comentários de indignação quanto aos conteúdos expostos e de apoio à "coragem" da palestrante, podem ser explicados pela linguagem agressiva utilizada e o apelo emocional no discurso que ao mesmo tempo em que torna inquestionáveis os argumentos (a palestra é apresentada durante um culto evangélico, colocando-lhe num ambiente de sacralidade e verdade) dá um caráter de credibilidade à palavra de alguém que se apresenta não só como política, mas como mãe, educadora e cristã.

A ênfase ao governo federal a partir de 2002 e ao "eles" (em momentos diretamente identificados entre ministros, ministras, o presidente Lula) explicita mais do que uma campanha religiosa, uma campanha política contra o governo do PT e as políticas por ele estabelecidas, atribuindo-lhe responsabilidade por uma depravação da nação. Na forma como o discurso está construído, parece que toda esta "depravação" foi instaurada desde 2002. Isto confirma o aspecto ideológico da palestra, pois promove um apagamento da memória do estabelecimento de políticas de orientação e cuidado com direitos sexuais nos governos anteriores, como o de Fernando Henrique Cardoso, por exemplo. Basta consultar os "Parâmetros curriculares nacionais", do MEC, de 1998, que elegeram a orientação sexual como um tema transversal (http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/introducao.pdf) e as "Diretrizes para o trabalho com crianças e adolescentes - Sexualidade, prevenção das DST/AIDS e uso indevido de drogas", do Ministério da Saúde, 1998 (http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd07_16.pdf)

Fica nítido que a Frente Parlamentar Evangélica está sendo "bem" assessorada a estabelecer um confronto político sem precedentes no País. Damares Alves deixa isto bem claro.

Isto já foi indicado por mim em outro artigo: "a polarização estimulada pelas mídias entre opage15image4208
deputado Feliciano e ativistas homossexuais apagou a discussão de origem quanto à indicação do seu nome em torno das afirmações racistas e de seu total distanciamento da defesa dos direitos humanos. Torna-se nítida uma articulação política e ideológica conservadora em diferentes espaços sociais - do Congresso Nacional às mídias - que reflete um espírito presente na sociedade brasileira, de reação a avanços sociopolíticos, que dizem respeito não só a direitos civis homossexuais e das mulheres, como também aos direitos de crianças e adolescentes, às ações afirmativas (cotas, por exemplo) e da Comissão da Verdade, e de políticas de inclusão social e cidadania. Nesta articulação a religião passa a ser instrumentalizada, uma porta-voz. 

Nesse sentido é possível afirmar que os grupos políticos e midiáticos conservadores no
Brasil descobriram os evangélicos e o seu poder de voz, de voto, de consumo e de reprodução ideológica. A ascensão de Celso Russomano nas eleições municipais de São Paulo, em 2012, já havia sido exemplar: um católico num partido evangélico, apoiado por grupos evangélicos os mais distintos. A eleição da presidência da CDH é paradigmática no campo nacional e ainda deve render muitos dividendos a Feliciano, ao PSC, à Bancada Evangélica e a seus aliados. O projeto político que se desenha, d de fato, pouco ou nada tem a ver com a defesa da família... os segmentos da sociedade civil, incluindo setores evangélicos não identificados com o projeto aqui descrito, que defendem um Estado laico e e socialmente justo, têm grandes tarefas pela frente. 

91 comentários:

Noadia Candido disse...

;me responda uma coisa: vc fala que tudo que a Damares relata é mentira, é manipulação para enterece político.
Te pergunto: vc realmente acha que uma pessoa daria a cara a tapa se não tivesse um fundo de verdade.
Lembro muito bem quaq a pouco tempo esteve a maior briga por conta de uma tal cartilha do kit gay que rolou na escola pública, e depois de muitas familias iremc ontra o tal kit foi retirado.
Bom não sou estudada e letrada como a mulher que vc descreve e que contesta o que a Damares fala, porem eu sou mãe e como mãe eu te falo, vc aceiteria seu filho ou filha aprender de forma esdruxula e e sem nenhum pudor sobre sexo nas escolas, sou das antigas meu amigo, e este é um assunto que no devido tempo vou ensinar sim a meus filhos, mas de forma correta e sem banalização. Desculpa mas estou num país que é democrático e vou expressar minha opinião creio que assim cada um falando o que pensa sem ofenças sem agreção moral poderemos todos juntos chegar a uma conclusão

Daniel Dantas Lemos disse...

Noádia,

Claro q eu acredito que a pessoa faria isso porque vejo isso se repetir, no mundo evangélico, desde que me entendo por crente: surge uma pessoa relativamente desconhecida e levanta um discurso contra a esquerda e o PT supostamente referenciado na verdade quando se aproxima as eleições. Claro que o que ela posta é mentira e a Magali, que é cristã evangélica tb e esposa de pastor, desconstruiu absolutamente tudo.
Quanto ao kit homofobia, além de seu conteúdo ter sido distorcido pela direita evangélica brasileira, não foi o "levante da família" que o enterrou. Foi uma negociata da bancada evangélica que em troca de não investigar Antonio Palloci fez um acordo com Dilma para retirar o kit de circulação. Nada republicano, afinal.

Fabricio Aleixo disse...

Boa noite a todos. Confesso que quando estava na metade da leitura deste artigo praticamente convenci-me tratar-se de algo sério. O culto ao academicismo quase convenceu-me, porém, curioso por natureza como sou, resolvi fazer um teste. Bastou somente um para que, agora, eu fique confuso de vez e decidar por dar mais créditos à dra. Damares Alves, uma vez que sua causa parece ser mais bem-intencionada. Ora, a autora deste artigo escreve orgulhosa já ao final da refutação do segundo slide: "...tal afirmação não existe dessa forma. Portanto, coloca em xeque a credibilidade da palestra.". Porém, a mesma autora, a seguir comete um erro que põe um "xeque" talvez não ao seu artigo, uma vez que tenho preguiça de fazer o "mesmo teste" a todas suas afirmações e fontes, mas à sua capacidade para simples pesquisas na web. Eis a frase em refuta ao slide 17 da "palestra" de Damares Alves: "Uma exaustiva pesquisa no site Terra Notícias não permitiu a localização da matéria referenciada.". Meu amigos, bastou que eu digitasse as seguintes palavras-chave em www.google.com.br (um mecanismo de pesquisa bastante conhecido, não?): "24/10/2007 terra homossexual" - e, antes que eu teclasse o "Enter", o sofisticado mecanismo de pesquisa sugeriu o seguinte endereço web "http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI2017444-EI8142,00-Campanha+com+bebe+gay+gera+polemica+na+Italia.html". E agora, em quem acredito? Não sou nem mestre e tenho somente um bacharelado em música. O que mais me entristece é ver pessoas da mesma fé munindo-se de ferramentas tão empenhativas para atacarem-se em vez de somarem esforços e, se achassem mesmo necessário, retificarem um erro ou outro naturalmente possível, ainda mais em discursos religiosos como o da dra. Damares Alves, onde pôde-se ver claramente alteração de seu estado emocional. Ou a dra. Autora deste artigo não sabe mais o que é um culto evangélico e seus frequentes efeitos nas pessoas? Sendo assim, vou preferir pensar que a dra. Autora deste artigo é alguém sequer solidaria à mesma fé cristã da dra. Alves. Ou esta falou somente de mentiras em sua ministração? Está realmente tudo bem em nosso país? "Ah, ela disse que estão usando a máquina de camisinhas em todas as escolas do Brasil, mas é somente em algumas! Mentirosa, caluniadora!! Cassem seus títulos!!". (Desculpem, revolto-me com atitudes assim). Se carregam o nome de Cristo, acordem e unam-se!! Somem e não espalhem ou será que não leram o que está escrito? "Ai daqueles que semeiam discórdia."! Perdoem qualquer erro. Digito a partir de um tablet e isto é muito limitado.

Fabricio Aleixo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabricio Aleixo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme disse...

O material do governo ensina que é normal menino brincar de boneca, usar brinco, ser sensível, usar cor de rosa... estimula os professores a perguntarem o que é que as pessoas gostariam de fazer, mas não fazem porque não fica bem pro sexo delas... e mesmo assim dizem que o material não estimula a homossexualidade!

Então tá, né... Acham que estão lidando com idiotas...
:-)))

Daniel Dantas Lemos disse...

O artigo de Magali pode não ser perfeito, mas não me parece muito inteligente acreditar em tantas bobagens como as que diz a Damares. Além disso, a prática tem se repetido em todas as eleições - e também não me parece muito inteligente por parte dos evangélicos aceitar acriticamente o que gente como ela diz, ainda mais sem perceber que se trata de uma artimanha eleitoral e que, assim, se é usado eleitoralmente como massa de manobra.
Quanto à "estimular homossexualidade" acho que tem um problema de fundo: homossexualidade não se estimula - já que diz respeito a algo que o sujeito é.

Juan hernandes disse...

É PRECISO ESTUDAR, SEM AFETAÇÃO, A OBSTINAÇÃO DESSES BURROS É NAÚSEANTE!!

http://mundiinadiversius.blogspot.com.br/2013/04/v-behaviorurldefaultvmlo.html

Tamires Figueredo disse...

Eu tambem teve muito interesse sobre o assunto logo depois dee ter assistido esse video, primeiramente teve preconceito pela oradora ser crente, mas depois me dediquei a pesquisar se de fato todo o que esta mulher e real. Tristemente todo e comprovado. Pelo que vi nao existe nenhum tipo de tendencia politica na mensagem, e mais bem parece o video de uma mulher desesperada do que o video de alguem fazendo politica. O tema ja e polemico comecando pelo fato de que atingi em grande parte a cultura Brasileira que e de por si uma cultura onde o sexo e escencial (basta ver os carnavaisl, ouvir funky, ou mesmo a novela das 8)...
Mas qual acredito que e o problema? Acredito que o problema esta no carater combativo dos oradores crentes, que na geral nao sabem passar uma mensagem sim estar impondo a sua propia visao das coisas.

Daniel Dantas Lemos disse...

É evidente que a fala de Damares tem intenção política: a fala dela foi gravada em reunião da Frente Parlamentar Evangélica

Fabricio Aleixo disse...

É,Juan Hernandes, me pergunto quantos aqui lerão o que está escrito no link que postaste. Será que estes aqui, tão preocupados com "jogos" políticos se darão ao trabalho? Uma vergonha aquele texto.

Daniel Dantas Lemos disse...

Minha resposta a algumas colocações publicadas aqui já havia sido dada algum tempo atrás no blog. Até hoje ninguém conseguiu responder à questão central, hermenêutica e exegética, de meu texto.
http://www.blogdodanieldantas.com.br/2013/04/testemunho-de-conversao-de-como-eu.html

PREGADORA TEKA disse...

Será porque ao procurar algumas páginas, principalmente do MS, que já visitei antes e que atestavam a veracidade do vídeo da Damares, elas aparecem agora como pagina não encontrada apesar de abrir o link principal??!!

renataonly disse...

Daniel, a Dra. Damares realiza este trabalho há anos.
A primeira palestra que estive dela foi há cinco anos em que ela exibiu esse material.

Provavelmente, por conta do fenômeno "Marco Feliciano" houve um grande viral deste vídeo, mas há muitos outros vídeos dela no Youtube mesmo com essa palestra há mt tempo atrás!!

Esse argumento que ela se levantou "do nada" em época de eleição é furada. Essa Magali é que é a tal desconhecida clássica que apenas se levanta para desacreditar quem tem sido uma voz de denúncias!

Daniel Dantas Lemos disse...

Reitero, Renata. Antes de qualquer coisa, a pastora Damares foi palestrante em evento da Frente Parlamentar Evangélica, onde o vídeo foi registrado. Não ganhou repercussão sob efeito Feliciano unicamente - resultou de ter sido um espaço político-eleitoral.
Fora do gueto religioso, Magali, pesquisadora acadêmica [e esposa de pastor, ora veja] é conhecida, não Damares. Primeira vez que a vi foi nesse vídeo. Ela se apresenta tendo dois mestrados, mas não tem curriculum lattes o que é impensável para um pesquisador sério no Brasil. Não se faz mestrado e/ou doutorado sem Lattes. Cadê o Lattes dela?

Fernando M C de Mello disse...

Esta materia é toda eivada de vicios, links indisponiveis, tendencia pseudo cientifica.
O fato confirmado por esta "enroladora" referente ao material de prova aplicada em Curitba seria o suficiente para demitir do Ministro aos funcionarios locais omissos, que tenham tido conhecimento disto.
U governo dizer que foi um erro e pedir desculpas depois de aplicado ! É CRIME !
O crime grave por aplicar psuo ciencia, uma vez que as Ciencias Medicas Psiquiatricas e Psicologicas não formularam ainda uma "Teoria da Motivação", portanto é achismo definir que metodologia aplicar lidando com energias e forças que desconhecem e nossas crianças não são Cobaias de ACHISMOS - É CRIME
en tre outro praticados
A CORRUPçÂO COMPORTA MUITAS PARTES EM CONLUIO, MAS AS TRES MAIS CRIMINOSAS E ABOMINÁVEIS SÃO: O CORRUPTO ATIVO, O CORRUPTOR PASSIVO E O ACOBERTADOR !
INDIGNAÇÃO É O SENTIMENTO BRASILEIRO ME A INFORMAÇÕES ABERTA LHES FOR PRESTADA !
A VOCES APLICO O MESMO TATAMENTO QUE SÃO VICENTE DE PAULA APLICOU A UM ADULTO QUE DECEPAVA OS DEDOS DE UMA CRIANÇA PARA PO-LA A PEDIR ESMOLAS E EXPLORA-LA:
MONSTROS !
O poder do Cristão quando se indiguina transforma o mundo !
Vincent De Paul, conhecido por nós como São Vicente de Paula, quando jovem, ao passar numa praça na Cidade de Paris, viu um adulto perverso e explorador de crianças que estava mutilando uma criancinha, cortando-lhe o dedo, para pô-la a seu serviço na petição de esmolas. O jovem Vicente arrancou a criança das mãos do perverso, chamando-lhe de Monstro e levou a criança para a Igreja dele.
Deste ato iniciou a construção de escolas que se espalharam pelo Mundo de então e transformou todo o sistema educativo francês; fez a congregação dos Lazaristas. . Depois, com a Sta. Luíza de Marilac, fundou uma ordem das Irmãs de Caridade, que se espalhou pelo mundo também. Ao morrer idoso, havia construído mais de 800 hospitais e muitas centenas de escolas, com recursos de voluntários que abraçaram suas causas, sem qualquer recurso do Estado.
Sendo também por seus ideais, inspirador de Ozanan que no século XIX fundou as Conferencias Vicentinas até hoje atuantes no mundo todo. Lamentavelmente, modernamente a Teologia da Libertação não foi compreendida, foi exercida de forma extrovertida, focando essa politica corruptível e corruptora esqueceu do ser incorruptível, a vida interior e a alma humana; com isso aniquilou os melhores valores afastando-os do humanismo, as bases que se formaram saíram para este materialismo extrovertido e burro.
Porque, como bem observou Jung: "O homem que olha para fora, sonha, enquanto que o homem que olha para dentro desperta". A Libertação do ser humano é processo de educação e cultura, de conhecimento cientifico e de auto conhecimento.
Foi a denúncia mais grave que ouvi na minha vida de 62 anos de idade.
Pior que o Mensalão, Pior que Torturas da Ditadura, Pior que qualquer outro abuso ou perversidade Nazista e das Ditaduras Fascistas da História !
Nenhuma das Psicologias tem ainda uma Teoria da Motivação, Pulsões ou Instintos, definidas e claras !Se esta Advogada ,Assessora da Câmara, está mentindo deve ser processada por quem a ataca !
Se, do contrario, as denúncias que faz tem fundamento, a consciência exige que se tomem imediatas providencias para retirar deste sistema educativo esta quadrilha de propaganda desta nova religião perversa, porque todos os argumentos apresentados não são científicos mas dogmas e como tal devem ser considerados como religião com conjunto dogmático, devem ser retirados das escolas do estado laico !

INDIGNADO !

Daniel Dantas Lemos disse...

Para mim, os links estão funcionando.

Daniela Costa Goes disse...

Somente um apontamento que derruba a credibilidade desta pessoa que tenta derrubar os argumentos da Dra Damaris Alves:
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/10/cartilha-sobre-uso-de-drogas-e-dada-criancas-em-sorocaba-sp.html
Matéria do G1 - "Cartilha que ensina como usar drogas é distribuída a crianças".

Sobre a cartilha feita aos homens impotentes sexuais: Ela explicou SIM que foi feita com esse objetivo. Basta fazer uma pesquisa no Google, que vc encontra, inclusive no site da Camara, o requerimento à seguir: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/618789.pdf

Não vai falar sobre a redução da idade sexual no código penal?! Isso está em todo lugar, pesquise no Google!!!

Ah! Me poupem! Depois vem falar de informação manipulada?!?!

Pouco me importa se esse interesse é político, mas as informações são REAIS e, como mãe e cidadã, fico imensamente TRISTE e REVOLTADA com o que estão fazendo com nossas crianças!!!

VerboGospel disse...

Estou simplesmente chocada com todas essas informações. E o pior de tudo é que em vez de unirmos forças, ficamos a discutir quem está certo ou errado.Está muito óbvio que a Dra. Damares está repleta de informações reais e verdadeiras e a própria Magali afirma isso no final de cada slide citado, diz que de alguma forma "aquilo" tinha sido resolvido de alguma forma, porém entendemos que os fatos são reais e irrefutáveis. Agora pergunto: o que faremos nós. Não estamos aqui tentando defender ou criticar pessoas ou partidos mas valores.Valores esse que precisam ser conservados, afinal estamos falando de nossas famílias, lares, uma geração preciosa, filhos,filhas,netos ,netas,sobrinhos e sobrinhas e a lista vai por ai a fora. O QUE PODEMOS FAZER??? Seremos omissos cruzando os nossos braços? Ou arregaçaremos as mangas e partiremos pra batalha. Afinal, sempre é bom lembrar que somos humanos e que erramos sim. Porém existe um Deus perfeito e poderoso e que se começarmos a orar Ele nos instruirá e nos levará a toda verdade pelo agir do seu Santo Espírito e certamente saberemos a posição a tomar. Desejo que Deus nos abençoe a todos com unção, graça e sabedoria e possamos fazer a diferença nessa nação em o nome do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

M7 disse...

E João lhe respondeu, dizendo: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue.
Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim.
Porque quem não é contra nós, é por nós.
Marcos 9:38-40

Unknown disse...

Só não acredita nas informações passadas através da Dra. Damares quem deseja continuar no engano.

Quem escreveu este texto está do lado da perversão.

A favor da pureza e simplicidade infantil.

Deus abençoe as nossas crianças!!

Flavio disse...

Eu fiquei chocado com o vídeo original, e confesso que nem tentei checar as fontes, apesar de normalmente fazer isso. Aqui fico com duas certezas: a de que cada vez mais existem pessoas que acham que podem conduzir seus iguais pela indução de mentiras - no velho estilo "Deus há de perdoar", ou pior ainda, "Ele espera que eu faça isso". Freud explica, acho.
A segunda, essa sim realmente me entristece, é a de que cada vez mais noto que cresce exponencialmente a quantidade de religiosos - pessoas das quais pretensamente deveria-se esperar um maior empenho no crescimento moral e ético da sociedade, diga-se de passagem - ficam a lutar com um demônio imaginário suportado pelo governo, que quer que seus filhos seja homossexuais, façam aborto, ou qualquer outra questão desse tipo. A sociedade está em mudança, e o que se pode fazer é educar os filhos da melhor maneira possível! Se você deixa a educação dos seus filhos à mercê de quem quer que seja - governo, televisão, vizinhos, babá, etc. - então como diz a expressão popular, "não há Cristo que ajude". Esperar da igreja, de Deus, do governo, ou de quem quer que seja, que FAÇA O SEU TRABALHO, só pode dar errado mesmo... Tenha fé, mas tranque seu carro mesmo dentro da garagem, como dizem :)
De minha parte, aprendi a checar as fontes sempre. Ao menos não havia indicado esse vídeo a ninguém...

Olegario Filho disse...

E quando a autora do texto supra diz: "O público-alvo, segundo a editora, são crianças de 5 a 8 anos e não crianças de 2 e 3 anos, como disse Damares Alves", ela realmente acredita haver grande diferença entre uma criança de 3 anos e uma de 5? Como alguem já comentou aqui: A intenção de Damaris é inquestionavel, defender a familia. Já a da autora deste artigo/critica não sei...

Eliana Souto disse...

Irmão Daniel, espero em Deus que vc seja usado nesta questão, mas não desta forma.
Acusar um irmão em Cristo entristece o Espírito Santo.
Como disse o irmão Flavio, nossa sociedade está em grande mudança, e nós cristãos estamos sendo chamados para sermos soldados nesta luta espiritual e não acusadores, como o adversário faz, continuamente!
Pense tb que, a diferença crucial entre nossas 2 irmãs é gritante. Não podemos em hipótese alguma, jogar diplomas (o Lates) como prova testemunhal de alguém que se dedica à razão contra aquele que foi convocado para estar na linha de frente desta batalha.
Afinal, o nosso Deus nos ensina que Ele faz menino ensinar doutor.
Deus te abençoe e sigamos firmes e, principalmente, UNIDOS nesta situação.

Família Castilhos Achutti disse...

Daniel, vou aos poucos fazer meus questionamentos... por que os professores tem de lidar com os temas de ereção em bebês e crianças até 5 anos? Tem ereção e pronto. Precisa explicar ou saber lidar com isto? Fiquei preocupada quando vi o tal vídeo da pastora e não pude acreditar que pudessem estar ensinando os professores e pais a massagear os seus bebês... mas é estranho ter uma cartilha que explique "como lidar com o assunto" é tão complexo assim???

Luciléa disse...

Caro Daniel, não tive tempo hábil para investigar todas as informações ainda, porque sempre tenho muita cautela com aquilo que repasso, mas as que eu investiguei são verdadeiras e, para mim são chocantes sim. Quero que meu filho vá à escola para aprender a ler, escrever, saber coisas realmente importantes, quando eu achar que eles devam saber sobre sexo, eu vou falar. Me desculpe, mas gastar dinheiro público com esse tipo de cartilha apresentada é que realmente é muito estranho, vc não concorda? Me poupe, mas tem um monte de crianças no Hospital Infantil de Caxias dividindo macas, sentadas com soros em cadeiras, passando dias ali, acredito que deveria ser feita é uma cartilha para ser entregue aos políticos sobre como a população e essas crianças devem ser tratadas, com RESPEITO pelos nossos governantes. Deveria estar escrito nessa cartilha como deve ser realizado os gastos com o dinheiro público. Engraçado né porque esse tipo de cartilha não vaza? Abra os olhos meu querido, peça isso da próxima vez que aplaudirei de pé e com certeza muitos aplaudirão também: Uma cartilha para os políticos corruptos de como fazer um mandato sério, sem corrupção, de ensinar que crianças precisam de respeito, alimentação, macas, hospitais dignos, educação de qualidade, escolas de qualidade.

Barbara disse...

Vergonha de quem diz ser cristão e não fica chocado com as informações da palestra. Será que é necessário ser um pouquinho inteligente para perceber que INDEPENDENTE da palestra, o mundo está de cabeça pra baixo? Violência ocorre todos os dias, estupro também, aumento o número de homossexuais e crianças abusadas sexualmente. Procurar por fontes, datas e números é tão significante quando temos as PÉSSIMAS NOTÍCIAS DIÁRIAS DE MORTES, VIOLÊNCIAS, CORRUPÇÃO E inúmeros problemas que JÁ EXISTEM. Eu acredito em Deus e nos valores santos, sagrados! As pessoas tem envergonhado a cruz na qual Jesus morreu pelos nosso pecados! Pecar hoje em dia tornou-se um ato geralmente considerado "normal" pela mídia manipuladora de valores, por cristãos FRIOS e cegos que nada fazem para o país e perdem tempo ao buscar por detalhes idiotas. Claro que a professora Magali, pesquisadora na CIÊNCIA DA COMUNICAÇÃO quer confrontar com TUDO o que foi dito na palestra porque pra ela isto é um desafio, além de que é mais fácil acreditar em detalhes pequenos e informações não explícitas totalmente do que MUDAR VALORES, CONCEITOS NÃO CRISTÃOS, que a sociedade e o estado laico iriam se sentir incomodados. Não leem a Biblia e não buscam a DEUS! E perecem por falta de CONHECIMENTO, não de doutrina de homens, mas por FALTA DE CONHECIMENTO DAS ESCRITURAS, POR NÃO PRATICAR OS VALORES CRISTÃOS, POR SERMOS FRIOS EM RELAÇÃO AO QUE ACONTECE NO MUNDO! Por dizermos sim ao pecado e não para a santidade..Jesus nos ensinou que devemos ser santos, cheios do Espírito Santo, para sermos transformados e não enganados, para não nos conformarmos com este mundo, mas sim transformá-lo! Não é questão de política, nem religião, nem técnicas para convencer cristãos em palestras...É questão de um povo buscar a presença de Deus e ser o sal da terra! Em vez de questionadores, ser transformadores! Em vez de criticar, fazer algo para melhorar a situação das pessoas e propagar sim o evangelho de Cristo, não negando a Ele! Pois Deus ama o pecador (mas deseja que Ele se arrependa e seja transformado), mas abomina o pecado! Leia a Bíblia e a pratique! Dobre os joelhos e clame a Deus! Use sua boca para proclamar os valores de Cristo e exortar como a bíblia nos ensina...Fazer a diferença na nossa nação. Agradar a Deus em primeiro lugar. E veremos a diferença daquele que serve a Deus e daquele que não serve. Pelos frutos conheceremos a árvore. Não é assim que está escrito na bíblia?

* Espero que este comentário não seja excluído, ou que pelo menos faça a cada um refletir sobre o papel do cristão na sociedade e no nosso país..Leiam os textos da bíblia que trarão a palavra de vida que todos nós precisamos e que aliados à busca pela presença de Deus e atitudes dignas de um cristão, tirarão o nosso país do lamaçal de pecados e conduzirão para a salvação de muitas e muitas almas. JESUS É O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NÃO ENVERGONHEM O EVANGELHO. SEJAM CRISTÃOS CORAJOSOS. Que Deus abençoe a todos pois dependemos Dele totalmente e para sempre.

Barbara disse...

Vergonha de quem diz ser cristão e não fica chocado com as informações da palestra. Será que é necessário ser um pouquinho inteligente para perceber que INDEPENDENTE da palestra, o mundo está de cabeça pra baixo? Violência ocorre todos os dias, estupro também, aumento o número de homossexuais e crianças abusadas sexualmente. Procurar por fontes, datas e números é tão significante quando temos as PÉSSIMAS NOTÍCIAS DIÁRIAS DE MORTES, VIOLÊNCIAS, CORRUPÇÃO E inúmeros problemas que JÁ EXISTEM. Eu acredito em Deus e nos valores santos, sagrados! As pessoas tem envergonhado a cruz na qual Jesus morreu pelos nossos pecados! Pecar hoje em dia tornou-se um ato geralmente considerado "normal" pela mídia manipuladora de valores, por cristãos FRIOS e cegos que nada fazem para o país e perdem tempo ao buscar por detalhes idiotas. Claro que a professora Magali, pesquisadora na CIÊNCIA DA COMUNICAÇÃO quer confrontar com TUDO o que foi dito na palestra porque pra ela isto é um desafio, além de que é mais fácil acreditar em detalhes pequenos e informações não explícitas totalmente do que MUDAR VALORES, CONCEITOS NÃO CRISTÃOS, que a sociedade e o estado laico iriam se sentir incomodados. Não leem a Biblia e não buscam a DEUS! E perecem por falta de CONHECIMENTO, não de doutrina de homens, mas por FALTA DE CONHECIMENTO DAS ESCRITURAS, POR NÃO PRATICAR OS VALORES CRISTÃOS, POR SERMOS FRIOS EM RELAÇÃO AO QUE ACONTECE NO MUNDO! Por dizermos sim ao pecado e não para a santidade..Jesus nos ensinou que devemos ser santos, cheios do Espírito Santo, para sermos transformados e não enganados, para não nos conformarmos com este mundo, mas sim transformá-lo!
Não é questão de política, nem religião, nem técnicas para convencer cristãos em palestras...É questão de um povo buscar a presença de Deus e ser o sal da terra! Em vez de questionadores, ser transformadores! Em vez de criticar, fazer algo para melhorar a situação das pessoas e propagar sim o evangelho de Cristo, não negando a Ele! Pois Deus ama o pecador (mas deseja que Ele se arrependa e seja transformado), mas abomina o pecado! Leia a Bíblia e a pratique! Dobre os joelhos e clame a Deus! Use sua boca para proclamar os valores de Cristo e exortar como a bíblia nos ensina...Fazer a diferença na nossa nação. Agradar a Deus em primeiro lugar. E veremos a diferença daquele que serve a Deus e daquele que não serve. Pelos frutos conheceremos a árvore. Não é assim que está escrito na bíblia?
* Espero que este comentário não seja excluído, ou que pelo menos faça a cada um refletir sobre o papel do cristão na sociedade e no nosso país..Leiam os textos da bíblia que trarão a palavra de vida que todos nós precisamos e que aliados à busca pela presença de Deus e atitudes dignas de um cristão, tirarão o nosso país do lamaçal de pecados e conduzirão para a salvação de muitas e muitas almas. JESUS É O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. NÃO ENVERGONHEM O EVANGELHO. SEJAM CRISTÃOS CORAJOSOS. Que Deus abençoe a todos pois dependemos Dele totalmente e para sempre.

nessa disse...

É lamentavél o julgamento que é feito a Dra. Damares. Apenas p/ testificar um pouco de tudo que foi dito pela Dra.Damares. Tenho um filho de 10 anos que recentemente apareceu em casa com literaturas duvidosas oferecidas pela escola estadual que ele estuda.Literaturas que estimula homossexualidade. pelo que sei também muitos pais estão verificando os materiais escolares de seus filho e testificam as mesmas informações passadas pela Dra. Damares. Além do mais, sou Professora e em meu material didádico ja me foi apresentado material absurdo sobre sexualidade p/ apresentar em sala de aula. Quem é Professor de Escola Pública sabe que ela tem razão. Portanto contra fatos não há argumentos...

Rose Martins Gondim disse...

Independente de ser evangélico, católico, espirita, budista...ou qualquer uma das muitas religiões que há neste nosso Brasil, queremos apenas proteger as nossas crianças de todo estes absurdos que acontecem dia a dia. Não precisamos das escolas públicas para ensinar sexo aos nossos filhos mas de ensino de qualidade, que possam passar no primeiro vestibular e não passarem anos e anos correndo atras de uma universidaduee de vergonha.

Rodrigo Santiago disse...

Daniel, deixe de ser idiota.
Mesmo que você tivesse razão... Mesmo após as suas críticas, eu continuaria dizendo um sonoro NÃO a esse tipo de deseducação.

Daniel, pegue um filho recém-nascido SEU.

Eduque-o com cada uma dessas cartilhas, na fase exata em que elas se propõem, segundo a SUA versão dos fatos.

Masturbe-o desde a infância. Estimule-o a fazer as "ficadas". Deixe-o viver todos os comportamentos indicados por essas pessoas que insistem em dizer que isso é "modernidade".

No final, você me diz se o resultado foi bom ou não. Mostre pra sociedade um grande exemplo de pessoa educada com base nessa cartilha.

Você é estúpido o suficiente pra deixar a sua raiva de um grupo religioso afetar o que você quer pro futuro do seu filho.

Não, Daniel. Você PENSA que está com a razão. Você ACREDITA que seja racional. Mas as suas emoções estão em jogo, demonstradas em cada parte do texto. Você tem raiva dos cristãos. É isso.

Pra gente continuar esse papo, primeiro você tem que me mostrar pelo menos um filho seu educado exatamente como mandam essas cartilhas.

O jeito como educamos crianças hoje pode não ser o mais adequado AINDA. Eu reconheço. Mas esse jeito "moderno" certamente não é o caminho.

Daniel Dantas Lemos disse...

Sou evangélico há 17 anos. A professora Magali tb é. Não sei de onde vc tirou que tenho raiva dos cristãos, eu que sou um.

Marta disse...

Como que alguém tem coragem de criticar Damaris Alves? Deveria ter vergonha disso... Ela esta colaborando para a educação de nossos filhos, expondo a podridão desse governo (PT), desses ministros... Deveríamos agradecer a Deus, por nos mostrar a pontinha do iceberg, porque creio que coisas piores estão para acontecer, senão é que já estão. Essas pessoas são inimigas de Deus, de Cristo e do Evangelho e sofrerão a ira vindoura. Essas pessoas não ficarão impunes, pq estão destruindo uma geração inteira... mas é o que a Palavra diz: "Eis que vem o príncipe deste mundo, e ele nada tem de mim." " O mundo jaz no maligno.". Vc está defendendo um bando de iníquos, que não temem a Deus, em prol do que? Ser EVANGÉLICO NÃO É SE AUTOPROCLAMAR, MAS SIM, VIVER O EVANGELHO NA "PRÁTICA". Na minha cidade, já presenciei cartilhas piores do que esta, apoiadas pelo governo. Tenha temor de Deus e se converta. Leia a Palavra e confesse seus pecados. Te recomendo os vídeos do Pastor Paulo Junior, do Defesa do Evangelho. Quem saiba assim vc não se quebranta. Orarei para Deus proteger a Damaris, mas em relação a vc .... por sua conversão. Que Deus abra seus olhos, de coração. Mas permita-se tbm.

Unknown disse...

é incontestavel que a degradação da familia e dos conceitos morais esta destruindo a nação, meninas cada vez mais jovens engravidando.

e a mensagem implicita nas cartilhas é claro, crianças transem, sejam homossexuais, usem drogas.

o conceita ensinado esta totalmente errado.

crianças de 5 anos nao devem nem saber o que é homossexual.

é destruindo a familia que um governo começa a controlar sua população,

leiam o decalogo de lenin

que é uma cartilha de dominação comunista, nela esta escrito exatamente isso, de sexo aos jovens e eles serao facilmente manipulaveis,

e voce que defende isso nesse blog, certamente nao tem filhos

Daniel Dantas Lemos disse...

Tenho uma filha linda de quatro anos de idade

Prof. Tiago disse...

É perda de tempo discutir com esses radicais meu caro Daniel.
Eu sou um cristão moderadamente conservador, mas acho que devemos vencer nossas batalhas dentro da legalidade. O que a maioria faz é praticar o ditado de que os fins justificam os meios: Você pode mentir, enganar, distorcer informações, desde que seja pelo motivo correto!
Eu não acho isso correto. Por mais altruísta que fosse o motivo, Cristo nunca tentou forçar os fariseus a abandonarem as suas práticas, muito menos usou algum meio além da verdade para convencer os discípulos a segui-lo. Ensinava a sua Verdade, fosse em palavras, fosse em atitudes, mas nunca se rebaixou ao nível daqueles.

Acho que esses radicais modernos tem muito que aprender com o exemplo de Jesus.

E a propósito não foi o Goebels, ministro de Hitler que disse certa vez que uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade? Acho que pelo nível das respostas desse post isso já aconteceu em relação à esse tema. Muito triste isso.

ADRIANNE disse...

Ainda acredito em nosso país e acho que tais fatos sejam argumentos que algumas pessoas religiosas usam para adquirirem mais adeptos a sua religião e manter os que ja estam.
A religiosas usa de argumentos de que tais cartilhas foram entregues as escolas e outras até como leitura obrigatória, sou professora e acho que a direção de qualquer escola sã, não permitiria que seus alunos tivessem tais materiais, até por que em uma escola as diretoras, professoras e a comunidade escolar lutam para colocarem controle sobre os alunos com questões sobre sexo, drogas e outros e por isso não iriam usar de tal material que incentiva.
Alguns materiais citados por ela, não tem procedencia, capa, autor, nenhum coisa parecida, então é de se desconfiar.
Hoje em dia, a escola que não souber lidar com as diversidades, não é uma escola preparada.
Cada aluno vem com o seu modo de ser, sua cultura, isso se chama curriculo.

Luisfca disse...

Olha... até tentei ler seu texto, mas você escreve muito mal.
Abraços e melhore a escrita.

Daniel Dantas Lemos disse...

Não acho que a professora Magali escreva mal. Mas acho que vc lê mal, uma vez que sequer percebeu que o texto não é meu ou que a Magali não é dona do blog, Luisfca.

lopes disse...

boa noite, até hoje na Palavra de Deus (Deus de Israel), não achei a criação do terceiro sexo ou seja foram criados Homem e mulheres (macho e fêmea) Adão e Eva, cadê o Ivo? gostaria de saber como pode um casal do mesmo sexo ter filhos (pois diz a Palavra de Deus crescei e multiplicai) outra observação: Só para entender o poder de Deus, uma pessoa transplantada tem que tomar um coquetel de remédios pelo resto da vida pois o seu sistema recusaria o órgão transplantado ou seja 99,99% e nunca 100% o que eu quero dizer com esse exemplo, um Homem ou uma mulher poderia fazer tudo que a medicina oferece-se para mudar de sexo mais em sua natureza aquele 0,01% diria que não pertence aquele corpo, ou seja homem sempre será homem e mulher sempre será mulher.
homossexualismo não e manifestação de demônios e sim demônios manifesto 24 horas.
não distorcem a palavra de Deus

Daniel Dantas Lemos disse...

Sou cristão evangélico. Nós confundimos demais as coisas: realmente, os animais e os homens possuem dois sexos (ou três quando são hermafroditas; exceto algumas espécies que têm formas de reprodução diferenciadas). Mas identidade de gênero ou orientação sexual são coisas diferentes disso. Ou seja, ser homossexual não é possuir um terceiro sexo, mas se orientar pela atração sexual pelo seu mesmo sexo. Esse falso argumento falacioso é frágil e insustentável. Demonstra apenas ignorância sobre o tema sobre o qual se propõe a falar.

Joel Djalma disse...

BOM DIA, A POUCO TEMPO TIVE CONTATO COM AS PALESTRA DA DR. DAMARES, SOU UMA PROFISSIONAL LIBERAL DE NÍVEL SUPERIOR LIVRE E LIBERTO; NOS DIAS ATUAIS TEMOS VISTO DE TUDO, APOLOGIA AO CRIME AS DROGAS AO SEXO E AO HOMOSSEXUALISMO, POREM POUCAS SÃO AS PESSOAS QUE DEDICA SUA VIDA E SUA CARREIRA EM PROL DA FAMÍLIA EM PROL DA VIDA, E A Dr. E Pra. DAMARES FAZ ISSO, ELA FAZ O QUE NÓS NÃO FAZEMOS E AO INVÉS DE CRITICAR EU E VC. DEVEMOS APOIAR DE FORMA DIRETA OU INDIRETA ESSE TRABALHO QUE EU CHAMO AQUI DE MISSÃO;
QUERO PARABENIZAR A Dr. DAMARES POR TUDO QUE VEM FAZENDO E QUE DEUS VOS ABENÇOE E PROTEJA SEMPRE,
VAI NA FÉ AMADA POIS DEUS JÁ TE DEU A VITÓRIA EM NOME DE JESUS.

Daniel Dantas Lemos disse...

Agir em nome de Deus com mentiras, Joel, não combina com minha fé em Jesus. Se combina com a sua, lamento.

J Barros disse...

Prefiro crer em Damares. Ela parece convicta em suas colocações, além disso é uma batalhadora pela fé cristã e tem muitos serviços prestados neste país. Quem essa tal Magali, que só tem prestado um desserviço à nossa nação? A causa gay no Brasil é uma realidade, e Magali está sem dúvida a serviço dela. Que Deus guarde o Brasil e nossas crianças. Leia mais: http://www.emrevista.net/2013/04/erotizacao-criancas-homossexualizacao-aborto-infanticidio-indigena.html

Daniel Dantas Lemos disse...

J Barros: a sua opção é crer em uma entre duas cristãs evangélicas? Vc devia fazer o caminho dos bereianos e conferir o que cada uma disse. Antes desse vídeo jamais tinha ouvido falar em Damares. Como vc pode afirmar os relevantes serviços à nação prestados por ela?

Vinicius Ferreira disse...

Meu caro. Se o que a Damaris falou é manipulação de informação eu não sei, mas que um menino de 10 anos, meu vizinho, veio à minha casa e quis fazer com a minha filha de 8 o que ele APRENDEU COM A PRO na escola, isto eu posso afirmar e provar. Ao questioná-lo ele disse que a PRO mostrou como a mulher engravida, como a criança nasce e queria que minha filha tirasse a roupa. Não me venha com esta de que "anjinhos" no governo estão com a mais profunda pureza, ao incentivar tais "métodos" educativos". Eu tenho, junto com minha esposa, o direito de escolher como e quando meus filhos devem ter educação sexual.

J Barros disse...

Daniel Dantas, minha opinião é essa mesmo. Para mim Magali falou muita bobagem e mão preciso mencionar o que Dra. Damares fez e faz.

Daniel Dantas Lemos disse...

Lamento que não sejamos cristãos criteriosos e acreditemos em quaisquer mentiras - se elas combinam com nossas crenças. Somos crédulos, J Barros.

zé neto camargos disse...

vi o vidio e pesquisei sobre tal assunto .. oras isso e uma vergonha..não venha me falar que alguns cartilhas foram lançadas em 2010 .. afinal a muito tempo eles planejam isso .. e tambem cartilha para criança de 5 anos e não de 3 anos ,que grande diferença isso faz ..este governo e fraco ..enquanto a crianças morrendo em hospitais por falta de muitas coisas.. em quanto a políticos roubando a nação .. o governo usa o dinheiro do povo para ensinar as crianças a usar drogas ..como fazer um sexo excelente .. que ter relação entre homens e mulher e mulher é normal.. ahh me conte outra que essa não deu para engolir

Daniel Dantas Lemos disse...

Uma pena, Zé Neto, que tudo que você é capaz de fazer é ver este VÍDEO.

Daniel Dantas Lemos disse...

ENQUANTO isso, você é manipulado por gente como Damares ou Feliciano que distorce a verdade para manter seu poder sobre incautos, como você. Espero reencontrá-lo em um dia, depois que você se dedique a estudar mais, não apenas a Bíblia, como também todo conhecimento que, graças a Deus, foi dado ao homem para o libertar. Se a verdade vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Fabiane Curti disse...

Caro Daniel,
Não vou entrar no mérito sobre quem está certo ou errado nessa história. Pelo que li, com certeza algumas das coisas que essa senhora fala em sua palestra tem fundo de verdade. Assim como há dados manipulados. O nome disso é oratória e, ao bem da verdade, esse é o único conhecimento que, por regra, todo líder (religioso, político, militar ou qualquer outro) PRECISA ter.
Mas não é por isso que estou comentando aqui, meu post é simplesmente para parabenizá-lo.
Não sou evangélica, quiça católica, mas respeito crenças como um todo, em especial por ajudar o ser humano a evoluir tanto espiritualmente como, em especial, moralmente.
Porém, é fato que a maior parte das barbáries cometidas pelo humano provém de bons oradores que, em sua maioria, usam a palavra de Deus (tanto o deus católico, quanto Jesus ou os Deuses das religiões pré-cristãs) para incitar seus seguidores a agir de determinada maneira.
Hitler falava de como os alemães eram uma raça predestinada pelos deuses antigos ao triunfo e à liderança do mundo. César se apoiava no mito de ser filho da deusa Afrodite, os judeus se consideram superiores pois, em sua Torá, são ditos o povo escolhido por Deus, idem para algumas igrejas evangélicas e nem é preciso falar das cruzadas católicas, do terrorismo islâmico ou dos antigos sacrifícios pagãos.
TODOS esses casos, sem exceção, tiveram sua base num bom orador e foram reforçados pela inserção da fé em suas palavras.
Ter fé é bom, ajuda o homem a melhorar, mas escolher aceitar tudo o que lhe é dito em nome da fé é buscar a tragédia.
A maior demonstração de inteligência que um ser humano pode apresentar é o questionamento. Questionar a si mesmo e, em especial e principalmente, à tudo que lhe é dito, é fundamental.
Engana-se (e MUITO) aquele que acha que questionar sua crença ou seu líder religioso demonstra falta de fé. Pelo contrário.
Se sua fé é tão tênue que não passaria pelo crivo de sua própria consciência, então, o problema não é sua dúvida, mas a pouca fé que você tem. Se você teme questionar por achar que vai perder a fé em algo, me desculpe, você não acredita de verdade naquilo, ponto final.
O maior problema do crente (que crê em algo) é ter medo de aprender, estudar, ler algo que não repita exatamente aquilo que ele já acredita ser verdade. Duvidar de si mesmo e de seus líderes, ser crítico, beira o pecado. Ele teme que "o mundo" ou "o inimigo" irão destruir sua fé. Não, eles não vão, ou não deveriam conseguir.
Na bíblia não existe uma passagem em que Cristo está no deserto e é tentado? Ele não pensa? Ele não duvida e, ao final de seu desafio pessoal, Ele não vence? Sua fé venceu a dúvida, essa é a maior demonstração de que nem mesmo Ele desejava seguidores cegos e ignorantes, pois Ele próprio não o era.

Se todo aquele que crê em algo tivesse o discernimento que você apresenta ao questionar uma informação, o mundo seria melhor (e estaria sendo melhor há milhares de anos, mesmo antes de Cristo).
Isso demonstra sua inteligência e, ao meu ver, sua fé verdadeira.
Parabéns e espero, sinceramente, que outros sigam seus passos.

Atenciosamente,
Fabi

Sergio Willyan araujo disse...

Tudo que a Pr Damares falou é verdade, existe hoje uma apologia ao homo sexualismo e ao sexo. hoje ha programas cada vez mais imorais, basta ver o Multishow e outros.

Sergio Willyan araujo disse...

É pura verdade o que a Pr Damares coloca, hoje existe uma apologia ao homo sexualismo e ao sexo. Programas hoje são exibidos em diversos horários para quem quiser ver. Os homossexuais, ficaram revoltados porque perderam o monopólio da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados

Daniel Dantas Lemos disse...

Sérgio: tudo que a Damares fala é verdade porque vc crê assim ou vc pode comprovar o que diz? O HOMOSSEXUALISMO (ainda que seja preferível falar de homossexualidade por se tratar de uma identidade sexual não desviante e geneticamente orientada no ser humano criado à imagem e semelhança de Deus) perdeu que monopólio se os homossexuais são as únicas pessoas que continuam sendo mortas, discriminadas e perseguidas no Brasil unicamente devido à sua orientação sexual? Vergonhoso ver o povo de Deus ser tão crédulo e facilmente manipulável por gente como Damares ou Feliciano. Talvez por isso Jesus se questionasse se haveria fé na terra quando do seu retorno. Porque fé é poder explicar as razões de nossa crença. Isso que muitos fazem - crer que uma coisa é verdade somente porque uma pastora disse ser verdade - é crendice, não fé.

Edir disse...

Enquanto Damares enche a cabeca dos "evangélicos" com a sua pertubacäo, os pastores estäo enchendo as contas bancária de dim dim. Comprando aviäo, comprando fazendo e o povo só orando, pedindo a Deus as bencäos. Oh! que dó dá deste povo ingenuo. Pode ter certeza que esta senhora sairá candidata Deputada ou Senadora. O salário e a verba de gabinete compensa. Povo burro esse nosso.

Sergio Willyan araujo disse...

Daniel, vários itens que você rebateu você mesmo comprovou, a prefeitura realmente distribuiu as cartilhas, Realmente a prefeitura na época da Marta também gastou verba publica com esse tipo de material. ou seja seu post era para desmentir a pastora só que na realidade, você só comprovou. Mesmo que ele possa ter exagerado em alguma coisa a maioria é a pura verdade. Infelizmente.

Mi mo disse...

Sem chamar Dâmares de mentirosa, manipuladora...etc...etc... o que você acha dos temas?? (Daniel)

Mi mo disse...

Sem chamar Dâmares, de mentirosa, manipuladora...etc. etc... O que você acha dos temas? (Daniel)

Daniel Dantas Lemos disse...

Eu? Sou a favor de uma educação inclusiva, com o tratamento adequado da sexualidade. Acho que nossos filhos têm o direito de serem educados sem preconceito e na direção de uma sociedade sem preconceitos. Por isso, têm o direito de serem educados conforme ditem preceitos pedagógicos e não de minha fé ou concepção de mundo particular.

Paulo Freri disse...

Bom com certeza vc defende o PT partido dos porcos e tudo o que ele faz ou seja destruir as famílias,incentivar a prostituição no brasil claro que é muito antigo é só ver o carnaval; agora isso que ela fala é a pura verdade, o governo trabalha contra YHWH, o PT quer acabar até com a APAE, o pT está cheio de diabos.

roberto disse...

A degradação da familia começa a partir do momento em que a religião se apropria dos bens dos seus fieis, a partir do momento em que a religião é manipulada por inescrupulosos, que além de não gostarem de pagar suas contas, misturam religião a política e sempre com tendências ao conjunto dos ricos... Idiotas.

Luciana Zanardi disse...

Acredito na Damares, na palestra e nas verdades.
Nesse país ridículo manipulado por um governo omisso do antecristo, onde tudo se explica com um: "foi aberto um processo administrativo para apurar o erro", o erro pode até ser apurado, mas já propagou a imagem para cabeça das crianças.
Amiga de vários professores da rede pública, onde já recebi cartilhas que destroem a moral da família.
A todas as pessoas que ficam contra aos evangélicos, apenas digo isso:
Fantoches, esse governo não se importa com nada e ninguém, abra os olhos apenas para cuidar da sua vida, pois amanhã vc crendo ou não, se manifestará o poder, o poder que mostrará quem está certo e quem está errado, o poder daquele que manipula tudo em todos os lugares, o poder que só se importa em acabar com as bases cristãs manisfestadas pela vontade Deus.
ah mas digo mais, há um governo eterno que está por vir e esse governo terá equilíbrio.

Um conselho pra vcs é ler a Bíblia que foi escrita há anos atrás e já mostrava todas essas coisas.
Acreditar em Deus não é suficiente.

CUIDE SIM DE SEUS FILHOS E DE SEUS LARES, POIS NÃO IMPORTA QUEM GOVERNA ESSA PAÍS, QUE PARTIDO, O QUE IMPORTA É SE ESTAMOS DEBAIXO DA VONTADE DE DEUS OU NÃO.

Daniel Dantas Lemos disse...

Ah Luciana, vc acredita em Damares ainda que ela esteja falando mentiras??? O Deus de Jesus é o Deus da Verdade - Ele é, afinal, a Verdade. E o diabo não é o pai da mentira?

FARMÁCIA CENTRO disse...

Senhor Daniel, evangélico. Ainda que fosse verdade tudo o que vc afirma, pois em muitos casos a sua argumentação demonstrou que Damares falou a verdade, a que se aproveita ao Reino de Deus este post?
O que vc fez não edifica em nada, apenas mostra divisão entre pessoas do Reino de Deus, coisa que Gálatas 5 reporova. Se vc tem algo pra falar contra a conduta da Damares, fale diretamente a ela e não exponha ao mundo as desavenças internas dos irmãos. Acho que é isso que prescreve a Bíblia. Acho que vc faz essas coisas movido por um espírito de confusão e usado não por Deus. Tome cuidado para não ser pedra de tropeço. Porque vc não escreve um post para desmascarar as mentiras do diabo contra a família?

Daniel Dantas Lemos disse...

Sua Bíblia diz que uma mentira dita em público deve ser corrigida em privado? A minha não diz.
Fazer isso é perpetuar a mentira. E somos da verdade - e ela nos libertará.

Roberto Fonseca disse...

Daniel, li seu comentario e nao concordo. Se pensar racionalmente vai perceber, que os valores da família estão sendo duramente atacados por uma ideologia psicopata. As pessoas que comandam nosso pais tem como objetivo principal, um ideal revolucionário. Pra conseguir isso, estão corroendo deliberadamente nossos valores mais importantes. Vários agentes estão envolvidos neste processo demoniaco. A mídia faz este papel de maneira atroz. Nas novelas a família tradicional praticamente inexiste. Por exemplo, Na novela Avenida Brasil, tinha de tudo, casal homossexual, casal + homem, Homem + 3 muheres, menos a fammilia chamada "tradicional". Outro dia num programa diurno, com a audiência de milhares de crianças, A Daniela Mercury saiu beijando sua mulher na boca. Se ela quer exercer seu direito como adulta de ter as sua preferências sexuais, suas taras, pra que ter que dividir isto com a população num horário totalmente inadequado? O pior é que a Globo também permitiu isso. Voce acha isso certo? Acha correto a sexualizacao das cirancas? Qual a mensagem que uma atitude como esta passa?
Hoje o ativismo Gay, exerce um poder tirano sobre o pais. Quem se poe contra suas ideias, tem sua reputacao colocada no lixo. Usa taticas totalitarias semelhantes ao nazismo. Por exemplo, a cantora Joelma, colocou sua posição em defesa da família tradicional. Foi duramente atacada pela mídia. Oras, nao estamos num pais democrático? Qual o problema dela colocar suas posições. Sua carreira artística agora é boicotada.
Hoje, o chamado Gayzismo luta para criar uma nova família homossexual. . Amanha, vai lutar pela Familia Poligamica. O vai lutar pelo direito de um homem se casar com varios homens ou vice versa. Ou oficializar o bacanal.
Sou amigos de gays, que tem relacionamentos monogâmicos e tal, mesmo eles sao contrários a esta ideologia Gayzista. Afinal de contas, nao existe um so ser humando que nao tenha vindo de uma familia tradicional. Por mais que queiram excluir ou negar, sempre terao um pai e uma mae. Lutar contra este valor divino,contra esta lei espiritual que é a familia é lutar a favor do mal.
Grande Abraço
Roberto Fonseca

o Gurgel disse...

Fico com a definição clara do PT... é um partido cínico, criminoso e anti-democrático ... fora isso tudo é balela!!

Lia Frank disse...

A questão é: esses livros existem e são veiculados entre nossos filhos, sejam eles de 2 a 17 anos! São impróprios e incentivam tudo aquilo que sabemos que é condenado pela Bíblia, escrita através de inspiração divina! (Lembrando que o Brasil é considerado um país Cristão, ou por que se comemora natal, páscoa, 6ª feira santa???) Uma amiga que trabalha na rede pública me confirmou que o MEC distribui esse tipo de Cartilha SIM e que é um absurdo o que as professoras são orientadas a fazer!!!
ESTOU HORRORIZADA! Como mãe de 3 filhos peço: DEIXEM NOSSAS CRIANÇAS EM PAZ! DEIXE A INOCÊNCIA DELES PERMANECER! Nossos filhos não são cobaias na mão do malígno!

Daniel Dantas Lemos disse...

Oi Lia,

Sou evangélico e tenho uma filha de 4 anos. Discordo absolutamente de vc.
No entanto, preciso corrigir vc. NÃO SOMOS UM PAÍS CRISTÃO. SOMOS UM PAÍS LAICO. NOSSA CONSTITUIÇÃO, POR LUTA TB DOS EVANGÉLICOS, SEPAROU O ESTADO E A RELIGIÃO. GRAÇAS A DEUS.

mayk reis disse...

me admira crentes que apoiam essa cachorrada e dizem que é por política a motivação das denuncias

Skene Osas disse...

Eu tenho vivido com esta doença mortal por mais de um ano, o meu marido, descobri que estávamos ambos HIV. Tínhamos tentar de todas as maneiras de viver nossas vidas, apesar desta coisa em nosso corpo não até que me deparei com este poderoso herbalista que interpretou que ele tinha a cure.At primeiro, ficamos mais cético, mas meu marido insistiu em dar-lhe uma tentativa e pedimos para algumas de suas ervas e em poucas semanas depois de seguir o devido processo desta fitoterapeuta, fomos para um teste de como ele nos disse também fomos surpreendidos com a felicidade quando recebi o resultado na clínica. A taxa de vírus em nosso corpo caiu e em mais algumas semanas Estávamos totalmente cured.We também perguntou por que ele não veio para o mundo que ele tinha a cura e ele disse que fez em 2011, mas foi rejeitada pela equipe de pesquisa internacional. A coisa mais importante é para você ser curado Se você quer saber sobre esta chamada fitoterapeuta em 234 706 542 4920 ou e-mail: herbalcure4u@gmail.com. Deus os abençoe.

pecastel disse...

De modo geral fico perplexo com a credibilidade ingênua que alguns de nós cristãos damos à qualquer informação que vá de encontro a nossa fé ou conjunto de valores. Não ví tal vídeo, apenas o texto da magali no blog. Concluo que, em vista do que tenho visto em torno das políticas "progressistas" da esquerda, Damares errou nos argumentos, mas acertou na intenção.
Mas a questão aqui não é religião, educação ou moral, a questão é política, ao atacar Damaris você defende o governo petista, talvez também seja a intenção da Magali.

Roberto Silva disse...

moral da historia... temos que mandar o partido dos traidores pra um lugar, que nunca mais sequer iremos ouvir que ainda exista. um partido dominado por demonios!

Daniel Dantas Lemos disse...

Quem te estabeleceu como juiz de seus irmãos, Roberto? Não combina com as palavras de Jesus afirmar isso do Partido dos Trabalhadores, sabendo vc que não apenas eu, seguidor de Cristo, mas tantos outros como a deputada Benedita da Silva, o senador Walter Pinheiro ou mesmo a familha do ex-ministro Padilha, somos cristãos e petistas. Me lembra de uma admoestação de Jesus que se encaixa perfeitamente em suas palavras:
"Tendes ouvido que foi dito aos antigos: Não matarás; e: Quem matar, estará sujeito a julgamento.
Mas eu vos digo que todo aquele que se ira contra seu irmão, estará sujeito a julgamento; e quem chamar a seu irmão: Raca, estará sujeito ao julgamento do sinédrio; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito à geena de fogo."

Mateus 5:21-22

Vc sequer me conhece para me acusar de ser dominado por demônios. Essa espiritualização que vcs fazem demonstra seu pouco conhecimento sobre justiça e libertação na Bíblia - assim como sobre os princípios do Estado Laico. Dito isso, confesso: vou orar por vc.

Daniel Dantas Lemos disse...

Aliás, Roberto, a partir do seu raciocínio tb poderia (mas não vou) dizer que Damares e todos os crentes que, como ela, baseiam sua campanha eleitoral em mentiras estão dominados pelo diabo porque este é o pai da mentira, não?

galucio cardoso disse...

Damares está correta uma mulher de Deus, esse povo tá querendo acabar com as famílias tradicionais e implantarem a família de casal gay.

Fabiana disse...

Que fofura...o administrador do blog apaga os comentários que vão contra sua opinião ignorante.
Nunca li tanta besteira na internet...e olha que tem muuuuita besteira por ai!

Edier Rocha disse...

Realmente você é mais um crente... Porque de cristão você não passou nem perto!!! Você quer apenas divulgar seu blogg!! Procure conhecer a Deus antes de dizer tantas asneiras!!

Daniel Dantas Lemos disse...

Não, não apago. Apago comentários que se repetem mais de uma vez.

Artesã Nata disse...

É o seguinte, cristão que é cristão não é de esquerda. Foi citado várias vezes termos como "evangélicos de direita, convervadores". Meu amigo, não existe evangélico de esquerda. Se existir, ele é uma farsa. Como cristão, você apoia o massacre dos esquerdistas socialistas e comunistas aos cristãos e judeus ocorridos no mundo? Os esquerdistas querem destruir o núcleo familiar através da liberação das drogas, disseminação da imoralidade sexual, imbecilização da educação, enfim atitudes que o dono desse blog é conivente. Se você quer causar confusão, leia a Bíblia. Ela é clara sobre esses pontos. Querer que as pessoas se tornem "mornas" em relação a esses assuntos é querer enganar. Lobo em pele de cordeiro. Afasta-te de mim, satanás. Se toca, cara.

Pr. Melk Lima disse...

Não concordo com essa dita pesquisadora aqui citada. Sou a favor da verdade exposta por Damares Alves. Esta claro que há uma tentativa de desconstrução feita por esta mulher acima e infelizmente credibilizada pelo autor desta página. No entanto a verdade se impõe a esta desmistificação e ocultação de provas confirmadas inclusive por este texto que deu um tiro pelo culatra. Já q todos que aqui opinaram são a favor de Damares e da verdade que alerta. Não tenha nada contra quem deseja ser gay ou lésbicas, ateu ou cristão. Mas sou contra a tentativa de burlar a verdade e ou ser consciência do outro. Ninguém pode forçar o outro A ser quem não é! O governo é bancado para proteger o povo e no entanto o destrói. Quem não sabe que todo governo quando erra tenta acobertar seus erros com ocultação das provas que o condena? É o que vejo ser feito aqui neste espaço pelo seu autor. Talvez não esteja ele ganhando nada com isso, É seja até sincero no que diz. Mas se assim o for só demonstra sua falta de bom senso e inocência irresponsável. É tenho dito!

Cláudia Del Picchia disse...

Daniel, infelizmente pelos comentários acima, só posso confirmar que estamos numa época de alienação religiosa e cibernética. Hj é muito mais fácil acreditar em tudo que se lê e até se dizem simplesmente.
Uma coisa que ainda não vi ninguém indagar foi, onde estão essas tais cartilhas? Em que escolas elas são distribuídas? Nunca vi um relato sequer de um pai mostrando o material inadequado do filho.
Cheguei a ler hj q uma amiga minha viu uma palestra de Damares onde ela fala que o governo distribui uns kit de bruxaria, kkkk, desculpe-me, mas é a única reação q posso ter.
As pessoas estão achando q a escola é um antro onde tudo q se faz é de extremo sigilo, onde nossas crianças são diariamente hipnotizadas.
Gente, se vcs tem tanto Deus no coração como afirmam, qual o medo de vcs?
Pra mim, ter Deus no coração me protege de qualquer vudu possível, kkkk.
Vamos nos focar em fazer o bem e deixar de fofocar sobre coisas sem sentido. Vamos pensar com as nossas cabeças e não nos deixar influenciar por pensamentos absurdos e desconexos.
Sejamos pais melhores, conversando com nossos filhos e lhes ensinando a verdade da vida e não dogmas absurdos.
Não vai ser uma cartilha(se ela existisse) q vai dizer se meu filho vai matar, roubar, ser drogado. Será a minha educação e minha companhia como mãe preocupada. Isso quem dita sou eu, não a escola q ele frequenta.
Ahh, e se seu filho for homessexual, aí só te resta aceitá-lo, pq isso ninguém escolhe e ele(a) vai continuar sendo seu filho(a) vc querendo ou não. Mas Deus sempre há de quere-lo. Morra com um babado desse.

Unknown disse...

Bom esses livros não tem nada de santidade, só estimula a sexualidade, mas pro se filho (a) quem educa é pai e mse , pai e má e sabe tratar Deus filhos como homem e mulher, a bíblia ensina isso, não precisa de cartilha

Cris disse...

Endereço da campanha publicitária do bebê. Campanha italiana:
http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI2017444-EI8142,00-Campanha+com+bebe+gay+gera+polemica+na+Italia.html

Unknown disse...

O verdadeiro cristão ele não crítica, não julga, mar ora. As orações dos justos chegam ao coração do Pai. O Senhor é quem vai julgar. Oro pela vida da Damares que ela vem ser benção! E i que não for para edificar que caia por terra. Que o Senhor Jesus luta com ela, pois estão existindo muitos que se dizem seguidores de Cristo, mas estão agindo igual aos dois discípulos a caminho de Emau, não estão percebendo a presença de Cristo. Deus é o nosso juiz e eu creio que Ele olha para os teus!

Simone Adriane disse...

O verdadeiro cristão ele não crítica, não julga, mar ora. As orações dos justos chegam ao coração do Pai. O Senhor é quem vai julgar. Oro pela vida da Damares que ela vem ser benção! E i que não for para edificar que caia por terra. Que o Senhor Jesus luta com ela, pois estão existindo muitos que se dizem seguidores de Cristo, mas estão agindo igual aos dois discípulos a caminho de Emau, não estão percebendo a presença de Cristo. Deus é o nosso juiz e eu creio que Ele olha para os teus!

Maria Pierre Vieira disse...

E imperativo RESPEITAR NOSSAS CRIANÇAS. Quem acha este material normal precisa de tratamento e POLICIA. Se pego um professor ensinando isso para um filho meu toma processo na cara. Dra. Damares é do bem.

Ade disse...

Perfeito,boa colocação.

Ade disse...

Bingo! É o que vejo aqui, uma polarização esquerda x direita.E porque as crianças não tem nada com isso...

Ade disse...

Não chola moço, a tua esquerda vai cair, pelo bem das crianças.

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions