A leitura do "Rota 66" e as mudanças ideológicas

20 de abril de 2013

Foi um de meus irmãos mais velhos que me recomendou - e me emprestou para a leitura - o "Rota 66", de Caco Barcellos.
Em Rota 66, Caco desnuda a violência policial das Rotas Ostensivas Tobias Aguiar, mostra os esquemas que transformavam vítimas de execução em "bandidos mortos" em confronto, parte considerável deles trabalhadores e estudantes sem passagem policial, cujo único crime era ser pobre e negro.
Caco precisou sair do país depois de escrever o livro.
A PM não mudou muito desde então.
Mas o irmão mais velho que me emprestou o livro mudou bastante. Ele agora defende o que o Rota 66 denunciava.
Ele me ajudou a pensar como penso hoje, mas ele mudou o seu modo de pensar.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions