Entidade que deu diploma a Marco Feliciano já foi fechada pela Polícia Federal

5 de abril de 2013

Por Diego Guerra
https://m.facebook.com/photo.php?fbid=10151637100237784&set=a.10150137904507784.336104.683317783&type=1&theater¬if_t=like&refsrc=http%3A%2F%2Ft.co%2FC5wBIWeODo&_rdr


Nosso orgulhoso Pr Marco Feliciano, publicou no twitter, o diploma recebido pela Federação de Direitos Humanos que lhe dá poder outorgado pela ONU para ser um defensor dos direitos humanos. No site da instituição, em um português pra lá de chulo, a Instituição defende a permanência do pastor como Presidente da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias. Pois bem, resolvi dar uma investigada, pois a coisa parecia meio esquisita... quem era essa Federação de Direitos Humanos presidida pelo Sr. Elizeu Simões Fagundes Rosa? SR, não... PR (sim, pastor) e não demorou muito para eu encontrar a seguinte notícia:

"Na ultima quinta-feira, 21/05 a Polícia Federal fechou no Distrito Federal a Delegacia Nacional de Defesa dos Direitos Humanos, apreendendo no local uniformes, coletes, distintivos, carteiras funcionais e adesivos para veículos.

O Conselho Nacional de Defesa dos Direitos Humanos atuava também aqui em Itamaraju, cidade onde o seu presidente Sr. Elizeu Simões Fagundes Rosa, há alguns anos atrás começou, se intitulando membro de órgãos de defesa dos direitos humanos, visitando Delegacias da região, onde por isso, gozava de grande prestigio no comando dos órgãos policiais e judiciais.

Elizeu, que também atuava como pastor evangélico fugiu da cidade depois de ter sido denunciado por uma adolescente de ter a estuprado. Na época a população do bairro Santo Antonio do Monte revoltada com o fato ateou fogo no carro de Elizeu, que por isso desapareceu da cidade.

A última aparição de Elizeu em Itamaraju foi durante as eleições municipais. Ele esteve aqui acompanhado de alguns homens, todos de preto, e com coletes com a inscrição Conselho Federal, se auto-intitulando como observador e fiscal das eleições de 2008.

Aqui em Itamaraju, Elizeu conseguiu ludibriar muitas pessoas a ingressarem em sua falsa Delegacia de Direitos Humanos, entre elas figuram nomes de pessoas conhecidas na cidade, por serem advogados, estudantes de direito, comerciantes, funcionários da justiça entre outros tantos, que adquiriram carteiras, camisetas e coletes da falsa instituição. Estes nomes estavam relacionados na pagina de internet criada pelo mesmo, no endereço http://delegaciaespecial.org/, que após a operação da PF, se encontra fora do ar.
De acordo com a PF os responsáveis podem responder por crimes de estelionato e uso indevido de símbolos da administração pública"

Parabéns Deputado, o diploma veio da fonte certa.

Fontes: http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/04/05/feliciano-exibe-seu-diploma-de-direitos-humanos/

http://www.cocobongo.com.br/news/index.php?id=2675&sess=0

ATUALIZAÇÃO: O processo Civel contra a instituição: http://s.conjur.com.br/dl/acp-mpf-df.pdf

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions