Estudante é morto em perseguição; policiais são afastados

15 de abril de 2013


História de detalhes absurdos e confusos.

No Blog do Carlos Santos

Do G1 RN e Blog O Câmera

Foto de Blog mostra universitário ao chão, baleado, ao lado do carro

O comando da PM do Rio Grande do Norte determinou instauração de Inquérito Policial Militar e afastou, nesta segunda-feira (15), seis policiais envolvidos na morte do universitário cearense José Fernandes Castelo, de 19 anos, que levou um tiro nas costas durante uma perseguição ocorrida na noite do último sábado (13), em Mossoró.

Os nomes dos PMs afastados e investigados não foram divulgados.

Segundo informações da própria PM, o jovem conduzia um Honda Civic quando furou uma barreira policial, tendo sido perseguido por mais de oito quilômetros sem atender as ordens para parar o carro.

“Na fuga, ele atropelou três pessoas, deixando duas delas, uma idosa e um motociclista, em estado grave no hospital”, afirmou o capitão Rabelo, do 12º BPM.

Perícia preliminar realizada pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) aponta que sete tiros atingiram os pneus e a traseira do carro. Um deles perfurou a lanterna traseira direita, atravessou o banco do motorista e atingiu as costas do rapaz.

Castelo ainda foi socorrido ao Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), mas não resistiu ao ferimento.

Outra versão

Segundo o “Blog o Câmera”, especializado na abordagem de notícias do universo criminal de Mossoró e região, a vítima de disparo policial “foi atingido nas proximidades do Lions Club e encaminhado sem gravidade para o HRTM”.

E atesta ainda na mesma postagem: “O veículo foi removido para o pátio do 2º DPRE. De acordo com o Capitão Maximiliano, o condutor após ser preso, negou fazer o teste do etilômetro. O mesmo deverá comparecer ao Distrito Policial após receber alta.”

Nota do Blog – Que caso triste e confuso temos diante de nós. Emitir juízo de valor, sem conheceder detalhes do caso, é precipitado e leviano. Mas muitos esclarecimentos precisarão ser feitos, sim.

O universitário assumiu o risco quando desobedeceu o comando policial, dirigiu com imprudência e causou vítimas num semáforo no bairro Santo Antônio.

Obrigou a polícia a persegui-lo, sob a crença – acredito – de que se tratava de um marginal portando armas, drogas, produto de roubo ou sequestrando alguém etc.

O final não poderia ser pior, contribuindo mais ainda para essa situação: temos um cadáver, versões desencontradas e pessoas hospitalizadas que correm perigo de morte.

P.S - Veja o detalhe da foto publicada pelo Blog O Câmera que o uninversitário está no chão, provavelmente morto, mas é noticiado na mesma página que ele “após ser preso, negou fazer o teste do etilômetro.”

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions