Governo não responde à solicitação e delegacia intima blogueiro a depoimento sobre #RevoltadoBusao

11 de abril de 2013

A prática de criminalização dos movimentos sociais e de combate à blogosfera progressista prossegue. Nesse caso, com respaldo (ou uso) de uma investigação policial.
De acordo com a Lei de Acesso a Informações, o prazo máximo para que uma informação solicitada a um órgão público seja liberada é de 20 dias.  No último dia 19 de março encaminhei a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social uma solicitação de informações referentes à #RevoltadoBusao, pedindo que fossem informados os eventuais procedimentos investigativos que existissem contra mim, além da lista final de investigados.
A solicitação deveria ter sido atendida até o dia 5 de abril, sexta-feira.  Não foi.
Atualmente, desde a última segunda-feira, 8, o processo se encontra nas "delegacias distritais":


O uso de polícia para investigar militantes e adversários políticos é prática fascista - assim como a dificuldade em cumprir um prazo curto.
Por isso não é de surpreender que antes de conhecer a resposta da poder público eu tenha sido citado para prestar depoimento na Delegacia de Narcóticos na próxima terça-feira, 16.


Estamos solicitando o adiamento, uma vez que na semana que vem estou em uma banca de concurso público aqui na UFC.
Perceba que a intimação não cita a #RevoltadoBusao como citou o documento que intimou outros manifestantes.
Antes de que o governo respondesse formalmente minha solicitação, o próprio governo confirma as informações oficialmente através da minha convocação.


0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions