"Pessoas não filiadas não são melhores ou superiores a ninguém", diz Daniel Pessoa

21 de junho de 2013

Por Daniel Pessoa

No Facebook

Bom dia. Manifesto aqui minha solidariedade e apoio aos/às jovens filiados/as a Partidos Políticos que foram hostilizados/as, mau tratados/as e sofreram violência ontem, durante a passeata da#RevoltadoBusão, por parte de grupos de pessoas não-filiadas-a-partidos ou “apartidárias”.

As pessoas não filiadas não são melhores ou superiores a ninguém, nem tampouco “donas” das Ruas e das passeatas populares. Apenas fizeram uma opção POLÍTICA de não se filiar a partidos, tal qual aquelas que fazem a opção POLÍTICA de se filiarem.

Não acredito que dentre os que praticaram tais atos de violência estivessem pessoas inspiradas em Bakunin, Kropotkim, Proudhon, Malatesta, Breton, etc., e que compartilham das ideias deles.

O Anarquismo é uma corrente política e filosófica que preconiza uma construção societária na qual o indivíduo possa expressar e afirmar suas escolhas com liberdade e respeito, bem como desenvolver suas aptidões e potencialidades de acordo com elas.

Os movimentos sociais que estiveram na passeata de ontem em Natal reivindicaram num contexto plural e horizontal, a partir da linha da não-violência de Gandhi e Luther King.

Enfim, lamentável que grupos de pessoas tenham destoado tanto do contexto da mobilização e da perspectiva da não-violência.

Os/as filiados/as a partidos não devem esmorecer por causa disso, nem se afastar dos movimentos, se possível. Adotando a Pedagogia do Oprimido – apesar de ser um ambiente no qual não cabia opressão – retornar aos próximos com flores àquelas pessoas que fizeram a asneira. Contem comigo.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions