Republicanos querem extradição de responsável por vazar dados sobre espionagem americana na Internet

10 de junho de 2013

No Opera Mundi

Revelar arquivos secretos do governo dos EUA pode custar caro a Edward Snowden. Senadores republicanos anunciaram nesta segunda-feira (10/06) que desejam a imediata extradição dele, responsável por divulgar documentos que comprovam que o governo de Barack Obama espiona seus cidadãos pela internet e linhas telefônicas.

“O governo dos EUA deve processar Edward de todas as formas que a lei permitir e começar os procedimentos de extradição na data mais próxima”, afirmou o senador republicano Peter King à imprensa norte-americana.

Agência Efe

Edward Snowden pode sofrer processo interno da Inteligência norte-americana, levando o a cumprir vários anos de prisão

Peter King também acredita que nenhum país do mundo deve interferir no assunto. “Os EUA devem deixar claro que nenhum país deve garantir asilo político. Essa é uma questão extraordinariamente da Inteligência norte-americana”, ameaça.

Além das investidas republicanas, a NSA (sigla em inglês de Agência de Segurança Nacional) também promete processar o ex-funcionário com uma ação interna, que poderia custar anos de prisão a Snowden. “Qualquer pessoa que teve acesso às informações mais sigilosas da NSA sabe que precisa proteger essas informações e agir conforme a lei norte-americana”, afirmou o porta-voz do governo norte-americano, Shaw Turner.

O porta-voz da direção da Inteligência Nacional, James Clapper, confirmou neste domingo (09) que o caso foi direcionado para a Justiça e, agora, a NSA está apurando os “danos causados pelo vazamento de informação feitos por Snowden.

Em nota oficial, o governo afirma que irá avaliar as reportagens e as denúncias feitas Edward Snowden e que, caso seja verdade, o caso será tratado como “grave violação ao código de conduta e os valores da NSA”.

Segundo informações do jornal Guardian, Snowden trabalhou durante quatro anos para a NSA como empregado de várias companhias beneficiárias de contratos de defesa, sendo a última delas a Booz Allen Hamilton, da qual teve acesso a informações secretas.

O jovem passou uma década ligado à inteligência norte-americana, primeiro como engenheiro de computação da CIA, em Genebra, depois como consultor em várias empresas de defesa estrangeiras que colaboram com a NSA.

Snowden está atualmente em Hong Kong, para onde viajou em 20 de maio após deixar seu trabalho como consultor da NSA no Havaí, uma vez colhida a informação e copiados os documentos recentemente divulgados.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions