"Você tem parte com o diabo! Você está endiabrado!", diz desembargador a cliente que defendeu garçom humilhado

29 de dezembro de 2013



Não sei o que é pior neste episódio do desembargador Dilermando Mota.
O desembargador teria humilhado um garçom da padaria Mercatto, em Natal.  Segundo relatos, o desembargador exigiu que o garçom o olhasse nos olhos e o trata-se por excelência sob pena de sair preso do lugar.  O garçom reagiu e o desembargador lhe deu voz de prisão.
É nessa hora que outro cliente se revoltou com a atitude de Dilermando e defendeu o garçom.
A cena já seria terrível por ter sido protagonizada tristemente por um magistrado da maior corte estadual do RN.
Mas é pior.
Dilermando é cristão - foi inclusive membro da igreja da qual faço parte.
- "Cabra safado! Você é do diabo! Você tem parte com o diabo! Você está endiabrado!", diz o desembargador.
E complementa:
- "Você é endemoniado! Você vai preso agora! Canalha! Cabra safado", diz ele.
O ameaçado reage questionando como pode "falar que é cristão um babaca desses".
***
Tem um monte de coisas misturadas aqui e que vão ser exaustivamente tratadas nos próximos dias. Desde o desrespeito de uma "autoridade" a um trabalhador até o uso de expressões do discurso cristão por um magistrado.
Mas talvez o que mais me tenha chamado atenção é o comentário do acompanhante de Dilermando:
- Você fala demais... se metendo nas coisas...
Espero que mais gente fale demais e se meta nas coisas que julgue injustas como fez o cliente a quem o desembargador chamou de endemoniado.

10 comentários:

janio edno dantas disse...

Indignado também com a postura desse servidor público, servidor esse pago com o dinheiro do contribuinte, nesse episódio o servidor prestou um desserviço a população.

Suane disse...

Realmente é uma vergonha a atitude do desembargador, sinto-me constrangida. Também deveria ter um segurança contendo a situação. Pelo menos, não consegui visualizar nenhum. Pois o cliente estava tão indignado pela covardia de Dilermando que ficou fora de sí, é notório que ele estava ao ponto de perder a cabeça. Isso poderia gerar agressão física e machucar outros em volta. Inclusive escutei um chorinho de criança ao fundo, que com certeza deveria está assustada com tamanha contusão.

Suane disse...

Realmente é uma vergonha a postura do desembargador, sinto-me constrangida como cidadã e cristã. Também faltou um segurança para conter a situação, pelo menos não visualizei nenhum. Pois o cliente ficou fora de si, por tamanha indignação, poderia ter resultado em agressão física e machucado outros em sua volta . Ouvi até um chorinho de criança ao fundo, que com certeza deve ter ficado assustada com tamanha confusão.

KMacedo disse...

Absurdo! Despreparo desse Desembargador que prevalecendo-se do cargo, humilha o empregado, usando a justiça para amedrontar o cidadão! Mas é assim que esse povo da justiça se acha, vão perseguir esse empregado, coitado dele!

Elidée disse...

O final disso já podemos, pelo menos, prever: o desembargador nunca admitirá um erro tão grotesco, continuará ganhando milhares de Reais mensalmente e o garçom acabará sendo dispensado pela padaria, amargando o desemprego, para que "vossa excelência" continue a frequentar o local. O dono da padaria deveria ser o primeiro a defender a moral de seus funcionários, mas...

Daniel Dantas Lemos disse...

A padaria ficou ao lado do funcionário

Café Consultoria disse...

Petição ao CNJ tomar uma atitude em relação ao comportamento do "senhor" desembargador.
http://www.avaaz.org/po/petition/Conselho_Nacional_de_Justica_Demissao_do_desembargador_do_RN_Dilermando_Mota_por_abuso_de_autoridade/?cBSpXab

sansão dalila disse...

Parabéns, Alexandre! Você representa todos os cidadãos que não se omitem diante de injustiças e situações abusivas, e que ainda são capazes de se indignarem. O desembargador encontrou, finalmente, alguém corajoso o suficiente para enfrentá-lo.

Esse togado arrogante deve ter um ego narcisista patológico. Provavelmente, não passa de um recalcado, com complexo de inferioridade, querendo satisfazer a personalidade doentia pisando nos mais humildes. E é um incompetente: pois deveria saber que não há desacato fora das circunstâncias de exercício da função. Pelo contrário, o que houve foi um evidente abuso de poder.

Compreendo que, em algumas situações, é extremamente difícil manter a elegância e comedimento. Tamanha humilhação, realmente, não poderia ficar incólume. Sua atitude o surpreendeu sobremaneira. Esse tipo de gentalha está apenas acostumada com a impunidade, subserviência e adulação.

Parabéns novamente! Você enriquece a orgulhosa tradição brasileira de almas corajosas e vibrantes, que jamais tremeram diante dos mais poderosos. Cada uma dessas pessoas, a sua maneira, deram sua pequena ou grande contribuição ao reagirem contra os absurdos voluptuosos dos empoderados.

Vejo em você o tratorista Amilton dos Santos; o estudante Vítor Suarez Cunha; a professora Lenita Oliveira; vejo em você cada agricultor anônimo, conterrâneo seu, que labuta diariamente na terra seca, coberta pela carcaça da rês e esquecidos até mesmo por Deus - em contraste com a luxúria de uma minoria parasitária, como alguns desses magistrados. E vejo em você, principalmente, o respeito à dignidade e à honra humana.

O Brasil está ao seu lado!
Um forte abraço!

Alfredo disse...

A atitude desse senhor faz vengonha ao judiciario do RN .CNJ NÊLE



Afredo

Alfredo disse...

A ATITUDE DESSE SENHOR FAZ VERGONHA AO JUDICIARIO DO RN. CNJ NÊLE.

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions