Consult não faz pesquisa, faz campanha

16 de agosto de 2014

O deputado Fábio Faria (PSD) publicou foto da entrevistadora
Minha esposa, Kênia, acabou de ser abordada por uma entrevistadora da Consult, empresa potiguar de pesquisas,  na saída da padaria Gosto de Pão na avenida Prudente de Morais, em Natal. 
Ao dizer que votaria na deputada Fátima Bezerra (PT) para o senado, a entrevistadora lhe perguntou: "Mesmo sabendo que os ex-presidentes do PT foram condenados por corrupção no Mensalão?". 
Por sua vez, Kenia observou, não havia uma pergunta do tipo "mesmo sabendo da Operação Higia ou Sinal Fechado" contra quem respondia que ia votar em Vilma. 
Ela voltou-se então para a entrevistadora e afirmou que ela estava errada e que aquela pesquisa é tendenciosa. "Por que, senhora?" Após a explicação, a moça fez um registro lá na sua tabuleta.
A Consult não faz pesquisa. Faz campanha para o Acordão. Evidentemente não é ético. Resta saber se é legal. Como, ainda, acreditar em seus resultados e nas empresas e partidos que a contrata?


Update: O deputado Fábio Faria (PSD), filho do candidato a governador Robinson Faria (PSD), publicou no Instagram foto da entrevistadora que abordou Kênia na saída da Gosto de Pão.  Ela continuava lá, no mesmo lugar.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions