Por que a soma das intenções de voto na pesquisa Seta deu 100,1%?

21 de setembro de 2014

O Instituto Seta divulgou nesta manhã, no Portal No Minuto, resultados de sua última pesquisa de intenções de voto no Rio Grande do Norte. Para governador, o cenário é de empate técnico nos dois turnos entre os dois candidatos, Henrique Alves (tem 34% no primeiro turno e 37,4% no segundo) e Robinson Faria (tem 31,2% no primeiro turno e 33,8% no segundo).
Para o senado, Fátima Bezerra abriu mais de dez pontos percentuais de frente sobre Wilma de Faria (38,2% a 27,3%) e, para a presidência, Dilma Rousseff lidera com 52,9%.
Essa pesquisa, claro, provocou um tumulto nas hostes pemedebistas e na parte (grande) da mídia que apoia Henrique.

Um dos argumentos que levantaram para contestar os números do Instituto Seta foi o fato de que a soma das intenções de voto para governador dá 100,1%.  "Não há erro", explica o sociólogo Daniel Menezes, dono do instituto.  A somatória supera em 0,1% o 100% (como poderia ser 0,1%) porque o SPSS, programa de tabulação, no caso das pesquisas do Seta apresenta os resultados até a primeira casa decimal e arrendonda as demais.
O Datafolha apresentou uma pesquisa recente com intenções de voto a presidente cuja soma chegava a 103%.  O Ibope já foi questionado diversas vezes por motivo semelhante.  Sua resposta é praticamente padrão:

No caso da intenção de voto, a soma dos percentuais totaliza 101% devido ao critério de arredondamento dos percentuais, visto que não utilizamos em nossos relatórios os dados com casas decimais. Nestes arredondamentos, podemos ter casos que somam 99% (ou menos) ou 101% (ou mais), como no referido caso. O arredondamento é um conceito matemático básico, que determina que entre 0,0% e 0,4% são arredondados para 0%, enquanto os valores superiores a 0,5% são arredondados para 1%. Abaixo colocamos dois exemplos. No primeiro (tabela 1), usamos exatamente os resultados desta pesquisa, colocando as respostas em números absolutos (ou seja, exatamente quantas menções, ou votos, cada candidato recebeu), e duas colunas de percentuais, sendo a primeira com uma casa decimal, e a segunda sem casa decimal, com arredondamento, exatamente como o IBOPE divulga suas pesquisas.
Desqualificar os resultados de uma pesquisa a partir do desconhecimento, proposital ou acidental, de uma regra básica de matemática - o arrendondamento -, beira o obscurantismo.

***
O Blog de Heitor Gregório publicou hoje também resultados de uma pesquisa (Instituto Item). Trata-se da única pesquisa em que Wilma de Faria supera Fátima Bezerra para o senado (41% a 39%).  Se o Item estiver certo se converterá no maior instituto dessas eleições.

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions