Jornalistas internacionais criticam reportagem mentirosa da Veja

26 de outubro de 2014


As ações golpistas da Revista Veja já são destaque na imprensa internacional. O jornalista Alex Cuadros, que já trabalhou para a Bloomberg, publicou em seu Twitter uma mensagem dizendo: “Acabei de ler a história da Veja alegando que Lula e Dilma sabiam do esquema da Petrobras. Não cita nenhuma evidência, e a testemunha em delação premiada não diz como sabe disso”. Em resposta, o também jornalista Jon Lee Anderson, da Revista New Yorker, disse: “Isso é clássico da Veja, que publica calúnias e opiniões como se fossem fatos. Uma revista tóxica com uma linha editorial que passa bem longe do jornalismo”.

Jon Lee já teve problemas com a revista Veja, anteriormente. Ele é o autor do livro “Che Guevara, uma biografia”, duramente criticado pela Veja, em 2007. Em resposta ao jornalista Diogo Schelp, que escreveu o artigo, na época, Lee escreveu: “O que você escreveu foi um texto opinativo camuflado de jornalismo imparcial, coisa que evidentemente não é. Jornalismo honesto, pelos meus critérios, envolve fontes variadas e perspectivas múltiplas, uma tentativa de compreender a pessoa sobre quem se escreve no contexto em que viveu com o objetivo de educar seus leitores com ao menos um esforço de objetividade”.

A parcialidade da Veja e seu descompromisso com o jornalismo de qualidade já é velho conhecido nosso e, agora, também chama a atenção da imprensa internacional. Quem acusa tem que provar, ainda mais quando isso é feito a poucos dias da decisão das eleições presidenciais. O que a Veja fez nesta semana é descabido e criminoso. E a publicação já começa a responder por seus atos na Justiça.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions