No 8 de março, a agressão sexista de Chico Caruso e O Globo

8 de março de 2015

No Brasil, estatísticas mostram que a cada cinco minutos uma mulher é agredida.

É disso que se trata o Dia da Mulher: é um dia de luta contra a opressão e o sexismo. Nasceu da luta de trabalhadoras nova-iorquinas, mártires enquanto buscavam dignidade e direito.

Hoje, em 2015, o chargista Chico Caruso e o jornal O Globo demonstraram que entendem o que fez surgir o Dia da Mulher - e exploraram isso. Seu discurso é claro: as mulheres não têm o direito de falar, de lutar, por isso devem ser mortas ou silenciadas.
Nada melhor, para isso, do que pôr a Presidenta da República ajoelhada, com um homem segurando uma espada em seu pescoço a ponto de degolá-la.
Uma excelente mensagem para que Caruso e o Globo nos digam o que pensam não só de Dilma Rousseff, mas da mulher e sua luta celebrada hoje.

0 comentários:

 
De olho no discurso © 2012 | Designed by Bubble Shooter , in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions